Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Somos

Uma fortaleza riscada,

Abriga o céu,

A terra fundiu,

O nosso abraço fugiu.

 

Ter cérebro imortal,

Corpo de mutante,

Alma de palhaço,

Percurso oco e irritante.

 

Escrever e sorrir,

Ler e amar,

Pintar e sonhar,

Às estrelas do horizonte, cantar.

 

Contar segredos,

Esconder verdades,

Ouvir e fingir escutar,

Sofrer em silêncio e assobiar.

 

Elegância fina,

Obesidade forçada,

Gastronomia imperfeita,

Deixar cair a dieta enlatada.

 

Intelecto maduro,

Infantil dedução,

Idealismo e anarquia,

Um mix inglório no coração.

 

Crescer e morrer,

Esperar o futuro verde,

Esperar que a morte até demore,

Esperar ter família que nos ame.

 

Quando disseram adeus,

Descobriu-se o mundo,

As cortinas caíram,

O palco do destino profano, revelou-se imundo.

 

Viver até mais não,

Somos o que somos,

Fomos o que fomos,

Seremos um pouco melhor, em sonhos.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D