Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Regresso ao Mundo dos Sonhos

Nuvens de algodão doce,

Envolviam o palácio,

Fantasia de crianças,

Boneca de trapos num prefácio.

 

Todos os brinquedos juntos,

A bola de cristal previa,

Rodas de fantasia anárquica,

Guloseimas e doce supremacia.

 

Balões e flores,

Cantares e bolos,

Vestidos de cetim,

Sapatos de laçarote e outros.

 

O sonho era real,

O real, imaginário,

O palco da brincadeira divinal,

Encenado pelos petizes, de forma magistral.

 

Inocência e alegria,

Felicidade e prazer simples,

A vida acontece leve,

No caminho floral distante, onde se esteve.

 

A crença no infinito,

A crença no amor,

Tudo é conquistado apaixonadamente,

Acreditando sempre na beleza das coisas, com muito fervor.

 

Regresso, pois então,

Jamais se partiu,

A viagem expirou triste,

Quando a mão infantil não sentiu.

 

Aparte-se a tristeza,

Neste mundo, só sorrisos,

Histórias mil de encantar,

Surpresas fabulásticas que fazem sonhar.

 

Assim, se desperta,

Desperta para a vida,

Entrelaçam-se versos perdidos,

Numa esperança fugidia.

 

Que a haja, é bom,

A esperança presente,

Porque fugidio é o tempo,

Quase sempre ausente.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D