Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Os Seres Desprovidos de Amor

Sozinhos no mundo,

Aqueles que amam sofrem,

Ninguém lhes liga,

Ninguém os lembra, ignorem.

 

O despertar das emoções,

Transgressão ousada,

Finura imaculada,

Amor crente, conduta encomendada.

 

Os seres que aceitam,

Amar a vida e os outros,

Esperam, em vão,

Um sonho perdido, um cheio coração.

 

Não sabem sentir,

São racionalidade imperativa,

Estalar de dedos infinito,

Vazio descurado, atrito.

 

O estranho nestes seres,

Desprovidos de amor,

É a factualidade da acção,

Desinteresse obtuso, contenção.

 

Distracções provocadoras,

Numa ambígua solenidade,

Abstracção contundente,

Puro cansaço de liberdade.

 

Os que amam não sabem,

Ser assim, tão distantes,

Tão concentrados no ego escondido,

Tão enganadores, fulminantes.

 

Esquecer o respeito,

Amor intenso, a saudade,

O outro e a partilha,

A confiança, a estima, a beleza da idade.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub