Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

O Pai de Todos

Quem desceu à Terra,

Ninguém sabe,

Um dia de nebulosa imaginação,

Ver para crer, sentir a razão.

 

Um dia se soube,

Que a vida brotara,

Um pai foi,

Um pai ficou, uma promessa cara.

 

O início mistifica,

O enigma que permanece,

Um conto, uma lenda, um mito,

Quem sabe, esconde, quem vive, esquece.

 

Segredo bem guardado,

O Pai de Todos se desconhece,

Um começo e um fim distante,

Uma Terra abraçada engrandece.

 

Queremos bem,

A quem nos quer,

A quem nos quer bem,

A quem nos merece.

 

Humano provável,

Deus infinito dos céus,

Quem conta a história,

Pinta um quadro de profética glória.

 

O nosso começo em comum,

A nossa confissão digna,

A nossa esperança passada,

O nosso futuro vilão, vida ousada.

 

Quem és tu?

Que nos deu vida e também fez nascer?

Que nos guiou e guia,

Que nos protege, mas nos faz padecer?

 

É quem tu queres que seja,

Um espírito, um corpo,

Uma luz, uma árvore,

Um ser escondido, passivo, mas sentido, amorfo.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub