Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

O Futuro do Amanhã

As estradas eram percorridas a uma velocidade estonteante. O homem do futuro espera poder alcançar a glória perdida em tempos idos antigos, de guerras alvoraçadas e despropositadas, pelos seus pares decadentes e corruptos. As luzes passam quase imperceptíveis e os cenários mudam em segundos, a cada esquina. A moto vai governada em crescendo ficcional. O poder cresce, abrupto. A força dentro do homem do futuro cresce também, dinâmica e fluída. Quer atravessar o portal a tempo. Se se atrasar, o futuro do amanhã não acontece. Os quadros quotidianos pintados em cenários neurológicos esfumam-se. Os edifícios contidos em megalomania pirateada e invertida, parecem ter parado numa qualquer fissura temporal e as pessoas são bonecos desarticulados invisíveis. Os movimentos desconcertados imperam, à medida que a tempestade no horizonte escuro se vai aproximando descompensada. As forças vindas do futuro já atravessaram o portal. O caos assume-se pesaroso e efectivo. O homem do futuro está atrasado. Luta na sua mota contra um saber magnânime que controla o mundo há muitas passagens quânticas. Ele tem mesmo de conseguir, de o alcançar. O futuro do amanhã depende disso. Avista a brecha minúscula, no muro brioso e extemporâneo na distorção, disforme na visualização enganosa, ainda ao longe, complementado por um portão rococó gradeado gigantesco. O portal acciona-se sob a presença de um humano. É sintomático e automático. Está a aproximar-se. Cada vez mais perto. Ao chegar, acciona o gatilho da viagem espacial. Muda o cenário. Esquece-se o breu, anima-se o corpo, ilumina-se a mente. O homem do futuro fecha o portal atrás de si. As forças do futuro serão condicionadas, ainda que temporariamente, na sucção potentada da abertura do portal. Pode ser que haja futuro amanhã. Pode ser que haja essa esperança. Tudo é possível. Se a nossa imaginação voar na direcção da terra dos sonhos, da terra do amanhã, então, o impossível é uma impossibilidade. A realidade virtual torna-se real. Talvez o homem do futuro nos tenha salvo. Talvez nos tenha dado mais tempo. Talvez. Só o futuro o dirá. O futuro do amanhã.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D