Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

O Encanto da Doce Sedução

28.11.18 | Cuca Margoux

Engano desenganado,

Nostalgia do momento acabado,

Ténue esperança mártir,

Omissão descansada, estado incerto, partir.

 

O tempo esconde o desejo,

Duas almas que se esperam,

Despertares alvoraçados,

Sedução real, corações esperançados.

 

Luta desigual em trio,

A dualidade do amor,

A incerteza da solidão eterna,

Um cansaço infinito, a desconfiança com dor.

 

Agora tem dois amores,

Numa vida cheia de nada,

A espera contínua de um amor que não chega,

Dois seres distintos a cobiçam, longa é a estrada.

 

O encanto da doce sedução,

Brilha mais que as estrelas,

Sorri tonto ao limiar da vontade,

Esconde a mentira, procura um pouco de verdade.

 

Assim, segue ela,

Uma vida com dois caminhos,

O amor apaixonado de alguém de um lado,

A paixão ousada de outrem do outro, cuidado.

 

Dita a alma que o coração se cale,

O dela já sofreu demais,

Os deles são impenetráveis, fatais,

Gostava ela de ser forte como estes tais.

 

Mas deixa-se ir,

Seduzir e partir,

Encantar e amar,

Ser feliz e, de novo, sorrir.