Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

O Casamento da Noiva

Quando começou a épica viagem, só queria ser realmente feliz. Na verdade, já o era, há muito tempo, mas a oficialização do compromisso de amor eterno era expectável e decorrente das partilhas diárias comummente aceites pelo casal. O dia e os acontecimentos do dia, passaram em jeito de filme contínuo na sua mente adormecida pelas emoções, milhões de vezes, rodando em ciclos aleatórios de fita romântica, até se sentir anestesiada pela expectativa real futura de que aquele dia iria mesmo acontecer, tal como o tinha sonhado e planeado, com frequência sibila. Meses árduos de labuta inesperadamente demasiado solitária, acompanhada apenas pelas vozes gritantes e nervosas, mas não pelos corpos activos e em movimento, espantosamente, todavia, carregadas de ideias delirantes e idiotices de tontaria, umas mais idiotas do que outras, mas quase todas e quase sempre tremendamente opinativas, intrusivas e maningue deterministas. Claro que, o acatamento destas premissas inconsequentes, no terminal neural do cérebro, foi ignorado e deixado ao alheamento feito de orelhas moucas, bem como todas aquelas vozinhas flutuantes e irritantes que acabaram por ser, felizmente, fulminadas e estranhadas sensorialmente, especialmente pelo filtro cerebral da racionalidade empírica. Os preparativos evidenciavam e requeriam, portanto, uma logística firme, eficaz e eficiente. Na verdade, aquele dia acabava por ser mais dela do que de outro ou de outra, ainda que não um ou uma quaisquer. Fora exaustivamente orquestrado por ela, ao pormenor, para ela. A noiva. O Noivo e os Convidados são simpaticamente transpostos, com naturalidade selectiva, para um segundo plano existencial, enfim, digamos, de menor relevância factual. Invariavelmente, todos querem ver a Noiva. A chegada da Noiva. O vestido da Noiva. O bouquet da Noiva. O bolo da Noiva. Os presentes da Noiva. Os adereços da Noiva. Inevitavelmente inflamam-se os dizeres, mas a pressão recai toda, concreta e pesada, sobre o ser Princesa Noiva. Espera-se sempre com grande fé e esperança, sabiamente, que o casal ainda comunique e compareça no cerimonial, porque, não raras vezes, durante este percurso atribulado que medeia entre o “vamos casar” e o “estamos casados”, as partes desistem de si, do que foi construído e do amor e apartam-se, regidos por variáveis que não conseguem controlar. A escolha da data e do local para a realização deste icónico evento e do respectivo copo de água, revela-se, frequentemente, um verdadeiro quebra-cabeças. Tudo finda, no entanto, positivamente e há um pouco de tudo para todos os gostos, feitios e carteiras. Já o vestido da Noiva tem muito que se lhe diga. O vestido não pode, de forma alguma, transformar ou mudar a pessoa que o veste. O vestido tem de transparecer claramente a sua essência, a sua alma, o seu coração. Só assim, a Noiva irá então brilhar em todo o seu esplendor. A leveza das coisas da vida, naquele momento único, mais do que nunca devem reverter singularidade, beleza, simplicidade, felicidade e muito amor. O mito e o misticismo da Noiva será perpetuado para todo o sempre, os seus simbolismos e rituais eternizados, assim o sabemos, mas deixemos a pureza da virgem (ou não) assumir o enquadramento contextualizador necessário ao perpetuar concreto do conto de fadas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub