Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Mãe

Ela contemplava estarrecida o mar,

Naquela tarde esquecida preenchida pelas cores do Outono,

Pensativa, olhos de vitral, sonhava com a sua profusa vida futura,

Num maravilhoso e expectável retorno.

 

Retorno de energia mágica,

Retorno de emoção sentida e comoção,

Retorno de iluminura sábia,

Numa pura e merecida, bela e simples contemplação.

 

Contemplação regrada de estares,

Disciplina imortal demorada,

Virtude imaculada virginal,

Ternura e candura guiadas e fluindo do coração.

 

Coração feito de alma e movimento,

Cadência perfeita de ritmos compassados,

Esconderijos de Deus perdidos num labirinto,

Com o sonho de mantos aconchegantes louvados.

 

Louvados os iluminados,

Como ela, assimilam conhecimento e verdade,

Sorriem perante o abismo dos tempos,

Apontam ao horizonte da vida numa longínqua herdade.

 

Herdade é terra, mas ela vislumbra o mar,

O mar da tranquilidade, da inspiração,

Dos factos e das coisas,

Da fantasia também, da partilha e da comunhão.

 

Fecha os olhos, doce Mãe,

Deixa-te levar pelas vozes hipnotizantes das sereias,

Pelas histórias dos homens antigos, perdidas no tempo,

Apaga todo o mal e cria apenas belas profecias.

 

Profecias esperamos,

Lendas singulares evocamos,

Cânticos deambulantes ouvimos,

Searas ao vento sentímos.

 

E assim se fez do mar terra,

Os seus sentidos misturaram-se,

A árvore da vida abraçou,

No leito da senda cresceu, se formou e amou.

 

Amou e foi amada,

Ama e é amada,

Deu frutos o amor,

Nasceu uma família por todos adorada.

 

Adorada como ela,

Adorada como Mãe,

Os anos passarão e a sua essência ficará,

Na memória e na génese única e singular da sua família lá lem.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub