Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Líderes e Lideranças

Hoje em dia, há líderes em polvorosa, fervilhando de iluminura intrínseca e celestial, um pouco por todo o lado. Obviamente, não nasceram de todo líderes natos, na sua compostura descomposta. Neste momento, a realidade comprova-nos que a verdadeira liderança ficcionada tem muito pouco de liderança pura, altruísta e prolífera e muito mais de politiquice sub-reptícia de disfarce deslembrado. As lideranças desconcertadas de evocação recorrente, traduzem-se no desgoverno consequente de nações, organizações, instituições, empresas, departamentos, pessoas. Assim, caminhamos para um abismo descomedido, levados pela correnteza dos furacões empresariais mais destemidos, pelo poder desmedido e pela aspereza da mão invisível que potencia as catástrofes financeiras, económicas e sociais a que assistimos com passividade exasperante e contida. Se precisamos de líderes e de liderança? Claro que sim! Está mais do que provado que a necessidade de uma guidance holística, referencial e motivacional, instigadora do que de melhor há em todos nós, feeder da acção real para a concretização de objectivos mensuráveis e alcançáveis e para a alavancagem dos resultados, é essencial à sobrevivência perecível periclitante da tribo humana. Parece pois que o coaching e o mentoring dos futuros líderes requer redobrada sustentação, nomóteta e compreensão profunda das tarefas amatalotadas ao perfil funcional e à função per si. O status quo mutacional subsiste na esperança perfilada de que seremos superiores à tentação de nos entregarmos aos pecados fáceis e ao individualismo potenciador do bem apenas do Eu, para nos dedicarmos de alma e coração ao Todo. Talvez consigamos, por fim, virtualizar desmesuradamente os atrofios sucessivos que assombraram gerações promissoras de líderes quase perfeitos e de lideranças quase primorosas. Não sejamos, por isso, desta vez, moderados e modestos e busquemos resilientemente enaltecer o excelso da virtude, da integridade, da ética e do profissionalismo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub