Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Contingência - Dias 18 a 21 - Debates Europeus, Orçamentais e Americanos

(A redundância básica e insignificante das nossas tristes vidas rotineiras sem poder e não milionárias é, numa perspectiva comparativa que nos remete para o surpreendente espanto em contínuo quando abismados escutamos um debate presidencial verdadeiramente inacreditável de tão mau que foi, ainda mais reveladora da inconsolável e impotente sina que nos faz ter o saber e o conhecimento, mas não o controlo sobre as coisas do mundo…) Numa primeira instância, focamo-nos numa incessante e aguerrida ronda negocial europeia que determina a distribuição dos tão almejados fundos de salvação nacional. A premissa assenta no pressuposto de alcançar e utilizar só os fundos europeus a fundo perdido e não os empréstimos europeus, também eles disponíveis para os mais ávidos e afoitos em gestão de risco, definitivamente bastante mais incerto agora. Tentamos ser previdentes e precavidos, ou assim nos fazem crer. Parece bem. Lógica aceitável. As negociações orçamentais, essas, decorrem a um nível mais pseudo comedido em território parlamentar nacional. Os difíceis acordos e as trocas, cedências e afins estão efectivamente num patamar de secretismo de bastidores (se calhar, não tão secretos assim…), numa tentativa de discrição, reserva e decoro fictício político. Continuar o engano para tentar manter alguma ilusão temporária positiva, numa novela de contornos mais bairristas e de quintais providencialmente circundados, cercados, diabolicamente fechados. E o nosso líder supremo lá vai avisando que não quer crises políticas. Numa demanda pela conciliação de posições opostas, a vários níveis, encontramos todos os intervenientes e partes interessadas políticas numa luta desenfreada para apaziguar desigualdades mais extremadas. O bom senso terá de ser o factor consolidante nesta profusa ambiguidade abismal. Confiemos na network política nacional. E chegamos à América. De T e B. Não há palavras para descrever a profundíssima desilusão e pesar sentidos ao compreendermos que aquilo que devia ter sido um debate presidencial, com alguma popa e circunstância, diplomacia, respeito, liderança, postura, civismo e iluminura, construtivo e exemplar, se revelou um autêntico desastre televisivo. Jamais, em tempo algum, se assistiu a uma tão desconcertante luta entre pirralhos mimados, literalmente ao despique sobre tudo e mais alguma coisa, menos o que era fundamental. Ainda assim, B tentou focalizar-se no verdadeiro propósito do debate, conseguindo, por vezes, alhear-se do impossível bully T. Inacreditável. Foi um exemplo de tudo o que não se deve (nem pode) fazer publicamente, num confronto eleitoralista que se quer sempre competitivo, é certo, mas saudável e comprometido com os valores e os princípios universais do civismo minimamente aceitável. Sem comentários, portanto. Debates europeus, orçamentais e americanos à parte, continuamos em contagem crescente covídica e a contenção viral continua extremamente difícil, por isso, o mais premente debate, o debate entre humanos e vírus, o inimigo mortal invisível, esse sim, merece a nossa mais profunda atenção e concentração nos tempos próximos.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub