Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Amigos

Olhares dispersos,

Sorrisos contagiantes,

Malabarismos vocais,

Extravagâncias exuberantes.

 

Desvia-se a mesa,

Arruma-se uma cadeira,

Cabe sempre mais alguém,

Num convívio pleno, de amena cavaqueira.

 

Viagens ou trabalho,

Rua deserta ou enchente de casa,

Espalham viveres felizes, por todo o lado,

Enchem-nos a vida que, por vezes, quase vasa.

 

Apertam-nos com força,

Os abraços são sentidos,

O escutar da alma preenche o vazio,

Afasta a escuridão dos perdidos.

 

Roda gigante,

Roda de vida,

Roda de amigos,

Rodopio maravilha, tem que se lhe diga.

 

Estão presentes,

Nos bons e maus momentos,

Estão fechados, apertados no melhor do coração,

Nas aventuras e nas emoções fortes, até mesmo nos desalentos.

 

Queremos guardá-los,

Para sempre, lembrá-los,

Ajudar e apoiar,

Viver intensamente o tempo bom e amá-los.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D