Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Vontade Alheia

A vontade esfumou-se,

Nas palavras desditas,

Nos murmúrios apagados,

Nas falhas de memória quedou-se.

 

O mundo insiste,

No alheamento caseiro,

Nas fintas desconcertantes,

Naquele impulsivo braseiro.

 

A vontade alheia,

Encheu as sonoridades descontentes,

Mostrou as garras sóbrias,

Furou os estigmas estridentes.

 

Sobranceiro à estrada,

Ladeando o regrado contentamento,

Encantamento desmente na eira,

Os pirilampos no firmamento.

 

Era um sonho,

Real não se tornou,

Delicioso estranho,

Que naquele matinal estar aprovou.

 

Sentir ou esquecer,

Versar ou narrar,

Cantar ou reservar,

Inventar a vociferar.

 

Acabou a história,

Contou-se verdade,

Mentira, talvez, também,

O certo é a aventura a caminho da herdade.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub