Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A História Descompassada

Num qualquer antro de perdição,

Esfumaçava-se a vida doentia,

Odes vespertinas abordam a noite,

Numa viril emancipação, buscando terapia.

 

A incógnita persiste,

O compasso verteu lume,

A estadia prolongou na madrugada,

Aquela história mal contada, quase acabada.

 

Um momento apenas,

Naquele precioso segundo intenso,

O inverso reverteu,

E as sequências longitudinais mirraram incenso.

 

Compassos descompassados,

Espera continua em descontinuo,

Degradação fútil de voracidade esquiva,

Iluminada compostura do divino.

 

Onde pára a história descompassada,

Aquela que todos contam contar,

Aquela segredada nas esquinas arrumadas,

Aquela que é verdadeira na mentira do passar?

 

Pensar de novo,

Contar do fim para o princípio,

Discutir o parco discurso,

Relembrar a multidão, na praça do município.

 

Era uma vez,

Era uma vez uma história,

Era uma vez uma história descompassada,

Era uma vez uma história descompassada de v de vitória!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub