Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Greve Demorada

Numa óptica leiga,

Greves há muitas,

De todas as formas e feitios,

Feitas de promessas, sonhos e longos estios.

 

O tempo acaba por revelar,

Alguma concretização viável,

Protestos e coros em uníssono,

Arrancam actos reais, mas um existir instável.

 

Cedo se cede,

Ou não, numa luta pesada,

Na realidade de um país que pára,

Assustado e ausente da estrada.

 

A corrida às lojas,

Abastecimento do mês, combustível,

O que se quer, compreende-se,

Mas a rotina da vida é abalada, perecível.

 

Quanto tempo demora,

Eternidade ou segundos,

Vontade ou teimosia,

Acordo ou desavença, sem poesia.

 

Direitos e deveres,

Ter poder e não ceder,

Ter poder e querer,

Ter poder e saber fazer.

 

A compreensão ensina,

Paciência e destino,

Negociação e duro fado,

Certeza incerta, disfarçado ouro fino.

 

O que virá não se sabe,

O que esperar, muito menos,

O futuro depende do bom senso,

Ponderação, win win, razão, esperança e muito alento.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D