Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Eterna Duplicidade

Falar de amor é falar de dor.

Porque amamos e não somos amados.

Porque esperamos e ficamos desolados.

Porque acreditamos e somos enganados.

Amar é acreditar e ser feliz.

Confiar e entregar-se pleno.

Sentir e partir num impulso.

Abraçar e beijar loucamente.

Chorar, de coração partido.

Fugir desalentado.

Sonhar acordado.

Um misto de emoções e sensações.

De loucura e sanidade.

De presença e lonjura.

De olá e adeus.

De solidão e aventura.

De partida e chegada.

De ser e deixar de ser.

De vibrar e rir.

Eterna duplicidade, eterna saudade, eterna cumplicidade.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub