Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Estranha Correlação Geracional

A invariável resignação abonatória humana, que diverge no campo racional da profética invasão irracional dos limites geracionais, empola todo o tipo de experiências metafísicas filosóficas. A variabilidade é fundamentada e reversível. Ou não. Os tempos definem as gerações, num quadrante particularmente único, o qual fixa barreiras emocionais desprovidas, por vezes, de sentido real. O que relaciona, então, as gerações passadas, as presentes e as futuras? Na verdade, o mesmo. A convergência situacional, os comportamentos e as acções, em tudo, são idênticos; existe, apenas, um espaçamento temporal e a ilusão de que cada geração, na sua peculiaridade sui generis, é forçosamente iluminada, plena de conhecimento e sabedoria intransmissíveis. As semelhanças são por demais evidentes, assim como o antagonismo civilizacional extrapolado ao extremo, nas mais inusitadas proposições firmadas, que são, na realidade, refutáveis. Assim, existe uma correlação inegável. A variabilidade é condicionada e a percepção errónea. O profundo sentido genético ultrapassa a mera rotina e a transmissão genética coordena a subsistência evolutiva geracional. Gerações à parte, o mundo continua numa linha definida pela ancestralidade da natureza humana. É improvável a luta contra os desígnios desta estranha correlação geracional. O filme foi rodado e as coisas acontecem, sem nos apercebermos disso. As cenas improváveis passam. Sem retorno. O caminho é em frente e a aprendizagem desigual, torna-se misteriosamente igual. Não descuremos, pois, o passado aprendido, vivamos o presente esquecido e asseguremos um futuro geracional surpreendentemente sábio, consubstanciado pelo entrelaçar natural de momentos e sensações em trânsito nos genes.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub