Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Escrita do Nada

Leves brisas distorcem,

Lendas ambíguas,

Histórias contidas,

O tempo aquece, finta quem.

 

Esse quem espreita,

De soslaio entristece,

Face perdida, olhar distante,

Um passado obscuro, breve maleita.

 

Um nada cheio de tudo,

Esse alguém busca,

Inquieto petiz voraz,

Tenacidade perfeita, tudo faz.

 

Escreve torto,

Linhas direitas entortam,

Escrita quadrada estreita,

O nada enche de tudo, o vazio enfeita.

 

A linha extingue,

Um conto feito de rosa,

Cor descrita engalanada,

Enchimento perfeito, outra estrada.

 

Do nada veio tudo,

A escrita, o conto e a história,

Uma vida cheia de nada se esquece,

Uma vida cheia de tudo aparece.

 

Hoje, ontem e amanhã,

O ciclo se completa,

A vida liga vidas,

As vidas florescem cheias de nada e de tudo, a escrita desperta.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub