Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Oceano Humano, ou o Futuro do Planeta

(Memória descritiva ficcional inspirada em deambulações artísticas da minha júnior mais júnior...) Planeta Oceano. Planeta Humano. O mote do Projeto assenta na ideia de que o imenso oceano azul é fonte de vida humana interligada, sustentável, mas não inesgotável, e que a interação do ser humano, e com o ser humano, é dinâmica, constante, potencialmente equilibrada e harmoniosa (quando trabalhada em plena colaboração e cooperação por todas as partes), mas também assustadoramente frágil. “THERE IS NO PLANET B”. Todas estas delicadas relações são retratadas simbolicamente através da união representativa de dois mundos aparentemente díspares, mas afinal tão complementares, e da sua natural e indelével fusão, a qual é perpetuada numa fluída metamorfose que transforma a imensidão do oceano, a água da vida, azul, pura, cristalina, em abundância, em ondas, e as ondas, em subtis silhuetas feitas de milhentas faces humanas. As faces, por sua vez, interagem e vão, natural e habilmente, interagindo também com um profuso cardume, numa visão simbólica que recria o eterno movimento de profunda conexão sinérgica e simbiótica entre o planeta oceano e o planeta humano. Preservar o oceano é garantir a preservação da vida humana, abraçando o planeta. Esta máxima traduz-se na inclusão do elemento terra na sua forma mais evidente, ou seja, através de um singelo planeta estrategicamente posicionado na fronteira entre as duas realidades retratadas, a oceânica e a humana, com o intuito de aludir à influência recíproca das mesmas sobre o planeta, reforçando e relembrando sempre a necessidade de (re)criar constantemente um maior e mais ajustado equilíbrio entre todos os “atores”, recursos, partes interessadas e intervenientes, para a sustentabilidade da própria existência, num presente muito próximo, mas também já a pensar num futuro ainda longínquo. A proporcionalidade da representatividade de todos os elementos reflete a relevância atribuída individualmente a cada um na “grande tela” da vida, e as suas formas e representações seguem linhas suaves, singulares, simples e imediatas. Coexistir em sintonia, equilíbrio e respeito pela (bio)diversidade é, por isso, o caminho presente para um futuro mais azul, mais harmonioso e, sem dúvida alguma, mais sustentável e universal. Assim, toda a conceção gráfica e visual resultou numa criação que pretende evidenciar esta mesma abordagem. De uma forma muito simples e linear, queremos crer que a mensagem subentendida, manifestamente sensibilizadora, construtiva e direcionada, será percetível e facilmente intuída por todos.

Para a minha filha M

Alertas de Desflorestação na Amazónia Brasileira Batem Recorde em Março

Os alertas de desflorestação na Amazónia brasileira em março, equivalentes a 367,6 quilómetros quadrados, foram os maiores já registados para o mês desde o início da monitorização, em 2015, segundo dados oficiais.

Os dados foram recolhidos pela nova versão do Sistema de Deteção de Desflorestação em Tempo Real (Deter), que entrou em funcionamento em 2015, e que integra o Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) do Brasil, um órgão governamental.

ler mais: visao.sapo.pt

Experiência Muon g-2 Reforça Tese de que Modelo Padrão Não Explica Tudo

Conclusões da experiência realizada nos EUA mostram as partículas fundamentais chamadas muões a comportar-se de forma diferente do que preveem as teorias atuais, dando mais força às evidências de que uma Nova Física é precisa.

Os resultados da experiência com o íman Muon g-2, realizada do laboratório Fermi National Accelerator do Departamento de Energia dos EUA, já são conhecidos e podem obrigar a repensar o modelo padrão, que descreve o Universo. Os investigadores conseguiram medir com uma precisão sem precedentes o comportamento das partículas fundamentais conhecidas como muões e concluíram que para o explicar talvez seja preciso repensar o chamado Modelo Standard, que explica a relação de forças na matéria. “Uma grande fatia do crédito vai para os nossos jovens investigadores que, com o seu talento, ideias e entusiasmo, permitiram que chegássemos a este resultado incrível”, descreve Graziano Venanzoni, porta-voz da equipa responsável pela experiência.

conhecer mais: exameinformatica.pt

“O trickle-down é um mito”?

Um dos autores de um novo estudo sobre os efeitos de cortes de impostos sobre os mais ricos explica à EXAME as suas conclusões.

Escrevemos na EXAME sobre nova evidência de que cortar os impostos dos mais ricos não traz benefícios para a totalidade da economia. Aqui segue a entrevista com Julian Limberg, professor no King’s College London sobre o seu estudo “As Consequências Económicas de Grandes Cortes de Impostos para os Ricos”, assinado com David Hope, que serve de base ao artigo publicado na EXAME.

conhecer mais: exame.pt

O Butão Pode Ser o País Mais Feliz e o Mais Vacinado do Mundo?

Se há algo que se aprende numa viagem ao Butão, tantas vezes considerado o país mais feliz do mundo, é a importância do tempo. Não me refiro ao seu valor económico ou produtivo, mas sim à possibilidade de se poder ter uma vida mais descansada, com menos sentido de urgência e vivida ao ritmo da Natureza. “A nossa maior riqueza é o tempo”, dizia-me repetidas vezes o meu guia Phuntsho, com quem percorri, há um par de anos, durante duas semanas, o pequeno reino budista dos Himalaias. 

conhecer mais: mkt.news.trustinnews.pt

Vitamina D: A Vitamina da Discórdia

Uma coisa é certa: a vitamina D é um assunto que divide os próprios profissionais de saúde. Não há propriamente dois lados da questão, ou seja, quem defenda que é importante e quem a demonize. A discussão é mais sobre o seu papel, a necessidade de fazer suplementação e, mais recentemente, sobre a relação com a própria covid-19. A SÁBADO ouviu dois especialistas – o médico de medicina geral e familiar, João Júlio Cerqueira, e a professora de Nutrição e Metabolismo da Nova Medical School, Conceição Calhau – e tentou sintetizar num explicador toda a informação, que nem sempre é concordante. Para o médico João Júlio Cerqueira, a vitamina D "é o santo Graal dos mitos" e a deficiência desta vitamina poderá ser apenas um marcador de falta de saúde e sua suplementação não resolver as razões inerentes a essa condição. Já Conceição Calhau considera que "há muita resistência para as pessoas compreenderem o quanto a deficiência de vitamina D está relacionada com a doença". 

conhecer mais: sabado.pt

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub