Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Emergência 13 - Dias 1 a 3 - O Fim e O Início, Again

(Vamos encerrando uns ciclos e abrindo outros. Assim se cria uma constante e renovada rotina inserida em dantesco cenário pandémico. O caminho trilha-se muito lentamente. O tão desejado desconfinamento lobriga-se, aparentemente, mas a viagem, ainda longa e sem fim à vista, pauta-se por excessiva incerteza, demasiada imprevisibilidade e muita, mas mesmo muita política…) E já se iniciou o 13º Estado de Emergência. Temas como a polémica que envolveu e envolve a estratégia delineada para a implementação do Plano de Vacinação Covid-19, a vacina da Astrazeneca/Oxford e as suas repercussões, os danos físicos efectivos e observáveis (ainda que não se tenha, pelo menos, por agora, provado a existência de uma causa/efeito directa para os casos de coagulação e embolias que, aos poucos, se vão revelando e conhecendo…), efeitos secundários provocados pela vacinação, em especial por esta vacina, dominaram, de alguma forma, o 12º Estado de Emergência. O fim do ciclo 12 deixou muitas questões em aberto. As pessoas estão naturalmente apreensivas, até porque já se procedeu à reabertura das escolas, ainda com todo o processo de testagem em fase muito embrionária, assim como todo o processo de vacinação que, entretanto, sofreu atrasos significativos e alguns constrangimentos. Se já antes as incógnitas eram muitas, agora, e com um conhecimento mais documentado e experimentado da pandemia, novas variantes, novas repercussões e incidências, as coisas complicaram-se ainda mais. Parece haver um certo desnorte na implementação da estratégia pandémica delineada inicialmente, quer a nível local, quer a nível global, a qual também tem gerado alguma polémica e dúvida legítima sobre a sua real e efectiva aplicação com sucesso, mas, como em tudo o que implica mudança constante e imprevisibilidade, é natural que tal aconteça. Em relação às escolas, a ideia era testar, testar, testar insistentemente, para salvaguardar professores, funcionários e alunos, mas pouco ou nada se sabe da realidade académica e o atraso na vacinação dos professores e funcionários é um facto incontornável, por agora. Isto quer dizer que nas próximas semanas, muito provavelmente, e assim é expectável, novos casos covídicos irão surgir exponencialmente. O próprio R tem vindo a subir, embora muito lentamente. E ainda em relação à testagem e à vida académica, é deveras preocupante, e no mínimo peculiar, saber que os nossos estudantes de Medicina (tenho uma cá por casa) estão a voltar aos estágios hospitalares sem serem previamente vacinados, ou até mesmo testados. Parece algo absurdo e incompreensível, atendendo ao facto de que têm de estar em meio hospitalar em contacto com pares, funcionários e doentes, mas enfim, mais uma vez é o que podemos ter, é a nossa realidade. A vida continua por isso. Sempre. Tem de continuar. De uma maneira ou de outra, encontra o seu próprio caminho, ainda que por vezes não de forma muito linear, explícita ou compreensível. E vai-se alimentando da esperança que enche o coração, a alma e o corpo. Aprender sempre algo de bom, mesmo com o mau. Eis aquilo em que se traduz verdadeiramente o ainda acreditar e o sentir possível da esperança.

Nasceu no Alto Minho um Tecido Feito de Bagaço de Uva (Mas “o Sonho” Está Só a Começar)

A produtora de vinhos Soalheiro e a empresa têxtil Tintex, ambas instaladas no Alto Minho, criaram um tecido alternativo ao couro que é feito com algodão orgânico e bagaço de uva e que pode ser utilizado em produtos como vestuário e rótulos de garrafas.

“Além de aliar duas importantes indústrias portuguesas – têxtil e vinho – este tecido cumpre o objectivo de procurar soluções de economia circular, ou seja, de dar uma nova vida a resíduos vegetais que, de outra forma, seriam desperdício”, apontam os promotores do projecto à agência Lusa.

conhecer mais: zap.aeiou.pt

“Lonely Planet” Volta a Promover Lisboa — e Destaca Cacilhas e o Barreiro

A capital e os locais que pode conhecer num dia tendo umas férias em Lisboa como base voltam a ser o enfoque de uma publicação.

O mundo continua praticamente parado por causa da pandemia do novo coronavírus, mas as viagens voltam a ser um desejo cada vez mais próximo para milhares de pessoas em todo o planeta. E com o avanço, ainda que lento, das campanhas de vacinação e as expectativas de um verão mais controlado, Portugal vai voltando a estar no centro das atenções e preferências de muitos, pelos seus atributos naturais como as praias, as serras e o clima. Mas também ainda envolto num certo hype que caracterizou os últimos anos pré-pandemia — e que pode, agora, ajudar a recuperar o setor do turismo no seu regresso.

conhecer mais: nit.pt

Unlocking Schizophrenia's Secrets

Much is known about schizophrenia, from its hereditary component to the fact that its characteristic hallucinations and delusions are linked to alterations in brain activity.

Less is known about the causes of this disease that affects 3 million Americans, however. Researchers posit that changes in brain structure and chemistry are involved, and data provided by analyses of genetic mutations and through brain imaging is yielding important clues, but a complete picture has proved elusive.

learn more: hub.jhu.edu

Latin America Faces Lasting Impact of Its ‘Worst Educational Crisis Ever’

Latin American nations must take immediate action to recover from the worst education crisis in the region’s history due to the Covid-19 pandemic, the World Bank said.

About 120 million school-age children had lost, or were at risk for losing, a full academic year of in-person education as of February, the development lender said in a report Wednesday. Learning poverty, or the percentage of 10-year-olds who can’t read or understand a simple text, may have grown by more than 20%, to 62.5% from 51%.

read more: bloomberg.com

101 Years of Stock Market History

Whether you're a finance buff, a history fiend, or looking to relive a slice of American life from your youth, these moments in stock market history will take you on a sometimes bumpy journey back in time.

read more: newsweek.com

How ‘Good’ Social Movements Can Triumph over ‘Bad’ Ones

Social scientists have identified factors shaping the likelihood that emancipatory social movements will succeed in bringing tangible change.

In June 2015, a white supremacist opened fire inside the historic African Methodist Episcopal Church in Charleston, South Carolina, killing nine black congregants, including the minister. The massacre sparked a crescendo of anti-racist protest, including often successful demands for the removal of statues of Confederate Generals from public spaces throughout the South.

read more: scientificamerican.com

X, A Era da Experiência

O foco cada vez maior na “experiência” parece-me ser uma reacção natural à evolução do mundo em que vivemos: tudo é digital, estamos sempre conectados, temos um infinito fluxo de informação sempre acessível, estamos mais focados em nós próprios e nos nossos interesses… Isto faz-nos ser mais exigentes e as marcas focam-se em entregar algo que não desilude um cliente bastante mais consciente do que o normal. Participamos de maneira diferente em tudo, com grandes expectativas e, como consumidores, assumimos um papel mais activo na vida das marcas – daí a ascensão da importância do conceito de “experiência”.

ler mais: meiosepublicidade.pt

A Sustentabilidade Está Nas Pequenas Coisas. E na Recicla, Conta a Teresa

A plataforma digital Recicla acaba de sofrer um rebranding que visa aproximá-la mais do público e mostrar que a economia circular pode ser simples. É um dos projetos que assinalam os 25 anos da Sociedade Ponto Verde, como explica a gestora de Marketing, Teresa Cortes.

Briefing | A Recicla assinala dois anos com um rebranding. O que o motivou?

Teresa Cortes | Sabemos que o mundo digital está em constante evolução e é importante conseguirmos acompanhá-la e, até mesmo, antecipá-la. Quisemos tornar a Recicla numa revista mais apelativa e dinâmica para os diferentes públicos que a visitam, com uma nova apresentação, para que desperte um interesse mais abrangente sobre os conteúdos disponíveis. O nosso objetivo é mostrar que existe uma economia circular mais simples para todos. Que a sustentabilidade está em pequenas mudanças e que na Recicla encontram inspiração para que, ao ritmo de cada um, tragam às suas rotinas a proteção do ambiente.

conhecer mais: briefing.pt

“Fazer a Diferença Deve Ser a Nossa Motivação Diária”

A fusão de experiências e culturas ao longo dos dez anos vividos em Angola, deram o impulso necessário para criar esta start up portuguesa. A Serenity Portugal tem como principal desafio preencher “algumas lacunas no que concerne à prestação de cuidados de saúde e acompanhamento médico do doente crónico”, como afirma a nossa entrevistada Rita Matias, Managing Partner da empresa. É sobre o mote de impactar e melhorar positivamente a vida das pessoas que a mesma pretende, também no nosso país, consolidar-se.

Na Serenity, o foco é o acompanhamento médico permanente, orientação e aconselhamento profissional, emocional e físico. Já com um percurso (bem) consolidado em Angola, a marca dá agora os primeiros passos em Portugal. Que mais-valias pretende trazer à população portuguesa?
A Serenity é fruto de uma relação entre pessoas que partilham uma paixão comum: criar impacto positivo na vida das pessoas, melhorando significativamente o seu bem-estar e qualidade de vida. As pessoas que escolhemos para trabalhar connosco partilham dessa mesma loucura, e juntos ambicionamos criar as condições necessárias para que o doente crónico viva a sua condição – de longo prazo – com dignidade, preservando a sua autonomia e bem-estar geral.

ler mais: pontosdevista.pt

Universidade de Évora Desenvolve Moléculas Para Tratar Vários Tipos de Cancro

Investigadores da Universidade de Évora desenvolveram moléculas com potencial para tratar vários tipos de cancro, incluindo o linfoma. A descoberta pode ainda beneficiar o tratamento do Alzheimer.

Uma equipa de investigação liderada por Anthony Burke, da Universidade de Évora, desenvolveu uma série de pequenas novas moléculas com potencial para tratar vários tipos de cancro, incluindo o linfoma, revelou hoje a academia alentejana.

Segundo a Universidade de Évora (UÉ), em comunicado enviado hoje à agência Lusa, os investigadores desenvolveram “uma série de pequenas novas moléculas que mostram potencial para o tratamento de vários tipos de cancro, incluindo o linfoma difuso de grandes células B (DLBCLs)”.
conhecer mais: observador.pt

Graduados da Diáspora Adiam Regresso a Portugal

A pandemia da covid-19 pode levar a um adiamento das intenções de retorno dos emigrantes mais qualificados, com exceção para aqueles que vivem no Reino Unido, afirmou um investigador do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra.

A pandemia e as suas consequências na economia poderão levar a um "adiamento das intenções de retorno" dos emigrantes portugueses mais qualificados, com exceção daqueles que estão no Reino Unido, face ao Brexit e "sobretudo à falta de um acordo pós-Brexit", revela o investigador do CES Pedro Góis, co-coordenador de um estudo sobre "expectativas de regressos de emigrantes portugueses", que juntou a Universidade de Coimbra e o Instituto Politécnico de Leiria.

ler mais: jn.pt

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub