Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Renovado Confinamento - Dia 1 - Um Ano Depois, Um Estranho Dejá Vu

(Os inícios são sempre potenciais aventuras projectadas, sedentos de esperança mais palpável, mas irreverentemente voláteis no seu desenrolar imprevisto…) No dia 16 de Março de 2020, iniciava-se a nossa mais difícil, desconcertante, improvável e imprevista aventura projectada em sociedade global, a atribulada e inesperada viagem ao mundo da Covid-19. Escrevia eu então, no início do diário dos dias, que foram crescendo, já são muitos, consecutivos e cansativos, “O mundo enfrenta a pandemia do século.”, e não estava muito longe da realidade, porque é isso mesmo que estamos a vivenciar, a experimentar, a pandemia do século, talvez seja só a primeira, mas, ainda assim, é a primeira, o contundente início. Desde essa altura, a crónica de um vírus anunciado, numa narrativa humilde, mas muito sentida, povoada de pensamentos, factos, extrapolações, preocupações, observações, histórias e reflexões, foi sendo progressivamente construída e documentada, através desta minha escrita mais ou menos fluída, mais ou menos desiludida, mais ou menos compreensível, ainda assim, paulatinamente resiliente. Muita coisa aconteceu, muitas mudanças se operaram no mundo, muitas vidas se perderam, muitas descobertas e aprendizagens se fizeram, muitos avanços tecnológicos se operacionalizaram, muito se resistiu, muito se quebrou, muito se afastou, muito se juntou. E o que ficou? Ainda não sabemos lá muito bem, porque quase um ano depois, voltamos hoje, forçosamente, ao confinamento geral, ou seja, ao dever de recolhimento inhouse. No entanto, este confinamento aparenta iniciar de forma bem diferente do de Março/Abril de 2020, até porque as restrições diferem e os recursos de que hoje dispomos para nos protegermos uns aos outros, com muito maior segurança, são por demais evidentes, isto, apesar da eficácia da vacinação anti-Covid ainda não estar a surtir os efeitos desejados e desejáveis; ainda vai levar algum tempo até que isso aconteça e se reflicta na vida das pessoas. Apesar de tudo isto, a pandemia continua claramente descontrolada e em ritmo crescente de desnorte desprogramado, e, ainda assim, as pessoas teimam em não querer interiorizar o mote decisivo que é “ficar em casa”, porque basicamente, desta vez, parece andar todo o gentio em preocupante massificação pela rua, nos seus supostos e mais diversos afazeres, leia-se excepções à regra. A capacidade de adaptação progressiva ao universo mutável em redor, para sustentar, avivar e alongar a nossa utopia individual, o nosso modo de vida e as nossas actividades costumeiras, faz esquecer o altruísmo premente nas alturas mais críticas, assim como o espírito de trabalho em equipa positivo e construtivo, unificador. O futuro escreve-se torto, mas sempre assim foi. Caímos recorrentemente e levantamo-nos logo a seguir, porque é suposto aprendermos com os nossos múltiplos e quase sempre inevitáveis erros, para depois, fazer mais e melhor. O que vem aí? Ninguém sabe. E, como infelizmente, teimamos em escapulirmo-nos infantilmente à velha máxima de que “mais vale prevenir do que remediar”, vamos resignadamente reagindo e improvisando. É certo que a incerteza do momento é uma constante temporal na nossa realidade, ainda mais neste contexto pandémico volátil e inundado por milhentas dúvidas inultrapassáveis por agora, no entanto, parece quase surreal, que um ano depois, retornemos aparentemente ao primeiro início de tudo, quando supostamente já houve todo um extenso e prolongado processo de aprendizagem, de investigação, e de aprofundar de conhecimento científico e saber covídicos. O que falhou? O que falha? E o que falhará então?

Novidades para Conhecer em 2021

O programa apresenta sugestões de novos hotéis e restaurantes para conhecer em 2021, uma viagem que passa pela Madeira, pelo Douro, mas também pela região de Aveiro, onde foi inaugurado o primeiro restaurante flutuante em plena ria, o Laguna Restaurante. Ainda no Centro de Portugal conheça o novo passadiço das Fragas de São Simão, em pleno território das Aldeias do Xisto.

para ver e conhecer em boacamaboamesa.expresso.pt

Baloiço do Trevim na Serra da Lousã

Este baloiço, de acesso livre a todos, encontra-se situado no Alto de Trevim, ou seja, no ponto mais elevado da Serra da Lousã, no distrito de Coimbra.

Precisamente no ponto mais alto da Serra da Lousã, a 1200 metros de altitude, foi colocado um baloiço, que faz as delícias de miúdos e graúdos.

conhecer mais em escapadinhas.org

UN Women and UNV Launch New Young Women Leaders Initiative

UN Women and UNV launch the new Young Women Leaders Initiative to create professional opportunities for leaders of tomorrow and further enhance diversity in UN Women. We invite 10 young women from the Global South to serve as UN Youth Volunteers at UN Women Headquarters in New York starting in April.

UN Women, in partnership with the United Nations Volunteers (UNV) programme, is excited to introduce the UN Women “Young Women Leaders” (YWL) initiative. The YWL initiative will engage a diverse cohort of young women from the Global South who are committed to gender equality and women’s empowerment and to the mission and work of the United Nations. It will also allow the sharing of experiences among young leaders from diverse backgrounds across UN Women and further enhance diversity in UN Women’s personnel.

learn more in unwomen.org

Step Up Action and Adapt to 'New Climate Reality', UN Environment Report Urges

According to the 2020 Adaptation Gap Report, released on Thursday by the UN Environment Programme (UNEP), as temperatures rise and climate change impacts intensify, nations must urgently step up action to adapt to the new climate reality or face serious costs, damages and losses. 

“The hard truth is that climate change is upon us,” Inger Andersen, UNEP Executive Director, said in a news release announcing the findings. 

“Its impacts will intensify and hit vulnerable countries and communities the hardest, even if we meet the Paris Agreement goals of holding global warming this century to well below 2 degrees Celsius and pursuing 1.5 degree Celsius.” 

learn more in news.un.org

COVID’s Toll on Smell and Taste: What Scientists Do and Don’t Know

Researchers are studying the sensory impact of the coronavirus, how long it lasts and what can be done to treat it.

Early in the COVID-19 pandemic, it emerged that many people infected with the SARS-CoV-2 virus were losing their sense of smell — even without displaying other symptoms. Researchers also discovered that infected people could lose their sense of taste and their ability to detect chemically triggered sensations such as spiciness, called chemesthesis.

read more in nature.com

Pandemic Could Mark ‘Turning Point’ for Chinese Science

On 2 January 2020, a group of clinician-researchers at the Jinyintan Hospital here, along with colleagues at other institutions, launched a study of 41 patients suffering from a new, atypical pneumonia. The team assembled clinical data, laboratory results, and chest x-rays; tracked the production of immune system molecules called cytokines; and noted the use of antivirals, antibiotics, and corticosteroids. Thirteen of the patients required intensive care, and six died.

The group’s observations, published online by The Lancet on 24 January 2020, were the first dispatch from the clinical front lines of the COVID-19 pandemic and gave clinicians around the world a detailed picture of what to brace for as the virus, then called 2019-nCoV, began to race across the globe. The paper also contained a clear warning: “We are concerned that 2019-nCoV could have acquired the ability for efficient human transmission,” Chaolin Huang, a Jinyintan medical doctor, and colleagues wrote. They “strongly recommended” that health care workers use personal protective equipment.

read more in sciencemag.org

«Happy Techie Hours», da Rumos

A empresa de formação e certificação técnica Rumos vai continuar a dinamizar em 2021 as «Happy Techie Hours», ações de formação gratuitas, de curta duração, na modalidade de live training – formato on-line e síncrono.

Após o sucesso alcançado no ano passado, a Rumos volta a apostar na iniciativa e já em janeiro tem agendados dois eventos de formação numa das áreas mais críticas em tecnologias de informação (TI) que, após o recente crescimento dos ataques cibernéticos, acabou por tornar-se ainda mais relevante: cyber security. No próximo dia 20, entre as 17H00 e as 18H30, todos os inscritos na webclass «Criar um access point para navegação anónima na net» (ver aqui) vão ter a oportunidade de aprender a criar um ponto de acesso wireless que permite rotear todo o tráfego dentro do Tor, garantindo assim a anonimidade no acesso à Internet a partir de qualquer lugar. Com este ponto de acesso é também possível assegurar uma maior segurança, através da criação de políticas no Raspberry Pi que garantem que a anonimidade não é quebrada e que os clientes wireless navegam em segurança.

conhecer mais em human.pt

O Papel das Finanças Sustentáveis no Mundo Pós Covid-19

A situação sem precedentes que vivemos atualmente, provocada pelo surto de coronavírus é, primeiramente, uma questão social que ameaça a saúde e o bem-estar da população mundial, cujos efeitos irão desencadear, inevitavelmente, numa nova crise económica global. Os choques económico-financeiros provocados pelo impacto da pandemia - incluindo interrupções na produção industrial, crescente insegurança, perda de empregos e volatilidade dos mercados financeiros - terão repercussões sociais, mas irão igualmente afetar diversas outras áreas com consequências difíceis de antecipar. 

ler mais em apee.pt

Está a Nascer em Portugal a Primeira Fábrica em Massa de Vacinas (e Fica numa Vila Minhota)

O grupo farmacêutico espanhol Zendal, que fabrica uma das vacinas existentes contra a covid-19, a Novavax, está a construir uma fábrica de produção de larga escala em Portugal, na vila de Paredes de Coura, distrito de Viana do Castelo.

investimento de 15 milhões de euros vai começar a dar frutos no final de 2021, altura em que se espera que a primeira fábrica que produzirá vacinas “em massa”, em Portugal, entrará em funcionamento.

ler mais em zap.aeiou.pt

StayAway Covid: A História Desastrosa da App que Nos Ia Salvar a Todos

Custou 400 mil euros e era um "dever cívico", segundo o governo. Agora, dois terços dos portugueses já desinstalaram a aplicação.

Usá-la é “um dever cívico”, afirmou António Costa, em setembro, poucos dias depois do lançamento oficial da aplicação que esteve vários meses em desenvolvimento — e que custou cerca de 400 mil euros. Era vista como uma das grandes esperanças na luta contra a pandemia. Cinco meses depois e ao fim de 2,9 milhões de downloads, a aplicação é usada apenas por 1,1 milhões de utilizadores.

ler mais em nit.pt

Tecnológica Portuguesa que Emprega 600 Pessoas Comprada por Multinacional Francesa

A ITSector foi adquirida pelo Grupo Alten, que emprega 37 mil pessoas e está presente em 32 países. O valor da operação não foi divulgado. Equipa executiva e colaboradores mantêm-se.

A tecnológica portuguesa ITSector, que emprega 600 pessoas, foi adquirida pela multinacional francesa Alten, líder em consultoria e engenharia tecnológica. O valor que envolveu a operação não foi divulgado. A empresa que foi fundada em 2005 desenvolve software especializado na transformação digital para instituições financeiras e tem seis centros de desenvolvimento.

ler mais em observador.pt

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub