Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Entidades Públicas Poupam Milhares com ERP Integrados

04.02.19 | Cuca Margoux

São inúmeras as vantagens que um ERP – Enterprise Resource Planning oferece às organizações. Desde uma gestão mais eficiente dos custos operacionais, passando pelo reforço da eficácia do controlo de inventário, acabando num maior entrosamento entre departamentos e numa análise da situação económica da organização mais cuidada, um ERP é um facilitador da gestão de qualquer entidade .

Mas o investimento inicial é elevado e exige rigor na escolha deste software de gestão. Quanto mais integrado for este sistema, proporcionando mais serviços, mais eficiente e barato será ao longo do tempo.

ler mais em jornaleconomico.sapo.pt

Mapa: Os Preços a que as Casas estão a ser Vendidas em Todos os Concelhos do País

04.02.19 | Cuca Margoux

Os preços das casas continuam a subir a bom ritmo em Portugal e as valorizações mais assinaláveis verificam-se em Lisboa, no Porto e outras grandes cidades. A tendência de aumentos é dominante, mas a discrepância nos valores ainda é bastante elevada, como é visível no mapa em cima, que foi elaborado pelo Negócios com base nos dados divulgados esta semana pelo INE.

conhecer mais em www.jornaldenegocios.pt

Partilhas Litigiosas podem passar a ser Resolvidas nos Notários ou Tribunais

04.02.19 | Cuca Margoux

O Governo quer dar oportunidade aos cidadãos de escolherem se querem resolver os processos de inventário — litígios para partilha de bens decorrente da morte de uma pessoa ou de um divórcio — nos tribunais ou nos cartórios notariais, noticiou o Público.

Os notários serão os principais interessados em reduzir a quantidade de processos que têm a cargo. O bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo, acrescenta ainda que: “Os processos de inventário são dos mais litigiosos que existem. E a cultura dos notários é de convergência de vontades e não de decisão litigiosa”.

ler mais em observador.pt

A Economia está só a Abrandar ou vai mesmo entrar em Recessão?

04.02.19 | Cuca Margoux

Os economistas costumam dizer dizem que as expansões económicas não morrem de velhice. Ou seja, a economia não deixa de crescer apenas porque uma expansão dura há demasiado tempo. No entanto, ao longo dos últimos meses, temos tido sinais de que o crescimento global terá pelo menos invertido a tendência e estará no mínimo a abrandar. Mas será que vem aí uma nova recessão global?

ler mais em eco.sapo.pt

Reforma da Supervisão Financeira

04.02.19 | Cuca Margoux

A reforma da supervisão financeira faz parte do programa do Governo, de finais de 2015, e logo em 2016 o ministro das Finanças, Mário Centeno, falou da necessidade de lançar uma “reflexão profunda” sobre a supervisão, para que “funcione melhor”, tendo em conta que “a experiência recente do sistema financeiro [português] é dececionante”.

O tema ganharia fôlego em 2017 com a criação de um grupo de trabalho para fazer propostas de mudanças na supervisão financeira e a abertura de uma consulta pública.

Contudo, desde que em final desse ano o processo passou para as Finanças, a quem cabe desenhar a legislação a apresentar ao parlamento, nada mais se soube publicamente sobre o processo.

ler mais em advocatus.pt

Marketing? Este TGIF tem um Rasgo de Evolução

04.02.19 | Cuca Margoux

Comboios, máquinas fotográficas, telefones, correio, ideias, estratégia, luzes, AÇÃO: Vamos sentir o Marketing! A Briefing está mais intimista e mais próxima, com a nova assinatura. É o futuro. E o Marketing? Como está? Quisemos saber pela criatividade, por isto desafiámos a Rasgo a mostrar como senti-lo, com a produção da Attic Work. Neste TGIF há evolução, ideias e sensações, agora, "imagine o futuro"! Ahh e sabe que mais? É sexta-feira (e janeiro acabou) Thank God!

ler mais em www.briefing.pt

Por uma Cidadania Estruturada na Gestão de Recursos Humanos

04.02.19 | Cuca Margoux

Ser cidadão num primeiro nível é ser uma pessoa responsável, autónoma, solidária, que conhece e exerce os seus direitos e deveres em diálogo e no respeito pelos outros, com espírito pluralista, crítico e criativo, tendo como referência os valores dos direitos humanos. O conceito está relacionado com o Estado, mas, no meu dia-a-dia de trabalho, relaciono-o com as empresas.

Este artigo não é legalista, nem o poderia ser, é cidadão, é colaborativo, é estruturado, indicativo e informativo. Não deixa de ser a minha visão da cidadania colaborativa no local de trabalho, no entanto penso que poderá ser como que um guia para várias pessoas que trabalham em gestão de Recursos Humanos.

ler mais em www.rhonline.pt

Protocolo da Sonae MC com o CCISP

04.02.19 | Cuca Margoux

A Sonae MC assinou esta semana um protocolo com o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), dando a conhecer uma parceria de referência que se materializa numa plataforma de diálogo permanente, com o objetivo de promover o ingresso no ensino superior e dar resposta às necessidades de recrutamento, a partir da oferta formativa mais alinhada com as atuais exigências das marcas que representa.

ler mais em www.human.pt

 

Educar com o Coração – Pais Conscientes, Crianças e Jovens Felizes!

04.02.19 | Cuca Margoux

Quando no início de 2017 tomei contacto com a Parentalidade Consciente, já mãe de duas adolescentes, dei por mim a fazer uma reflexão que nunca tinha feito antes.

Qual a minha intenção enquanto mãe? O que é mais importante para mim enquanto mãe? Que relação quero ter com as minhas filhas?

Esta reflexão permitiu-me aceitar e deixar ir tudo o que não me servia; crenças e preconceitos sobre a parentalidade, e com os quais somos tantas vezes formatados, e educar com maior autenticidade, escutando e confiando no que  diz o meu coração.

Percebi que não há certos, nem errados, que não há estratégias infalíveis e receitas mágicas, mas o que importa mesmo é cultivar a qualidade da relação pois com uma relação saudável, genuína e profunda as soluções aparecem…

ler mais em liderancanofeminino.org

O Valor do Autoconhecimento Profissional

04.02.19 | Cuca Margoux

É sempre uma vitória considerável cada vez que avançamos na estrada do conhecimento pessoal, aquele que nos pode revelar aspetos que até então nos fogem à compreensão, ao projetar uma intensa luz de consciência sobre o obscuro desconhecido, e quais as impercetíveis motivações que nos levam a ter certos comportamentos no convívio organizacional. Embora seja possível ver claramente o fundo de certas atitudes em vários momentos no quotidiano, noutras situações, contudo… E o facto não reside em alterações significativas do estado de humor de cada um – pressões externas superiores à capacidade de tolerância, como doenças, dívidas financeiras, etc. –, mas o foco aqui observado aponta para formas tão irregulares e enigmáticas, que fica difícil a compreensão. Passa-nos despercebido a raiz que produz tais frutos.

ler mais em lidermagazine.com.pt