Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Espelho da Vida Imprevista

Um olhar esperançado,

Fissura improvável,

Num canto formoso,

Num espelho adorável.

 

O imprevisto visual,

Temperamento ofuscado,

Espelho irrepreensível,

Nota colateral, sentido interiorizado.

 

A vida imprevista,

Espelhada num acaso,

Estranha a ditadura,

Ama a liberdade sem atraso.

 

O espelho da vida imprevista,

Apenas se esquece por um dia,

Aparta o final previsto,

Os contos trazem pranto com real ironia.

 

A linha temporal é fina,

Ténue verdura presa,

Partitura fechada,

Encanto glorificante, uma chama acesa.

 

O outro lado é escuso,

O lado de cá perfeito,

Quando se olha o outro,

Esquivado desejo de vida, um feito.

 

Nómada eterno,

Num caminho sem espelho,

Num feio acordar,

A vida corre, imprevista, ao desperto olhar.

Operadoras têm 50 dias para alterar Tarifários que violam Neutralidade da Internet

Depois de ter identificado um conjunto de tarifários ilegais, em fevereiro, a Anacom deu agora a conhecer o prazo para as operadoras regularizarem a sua oferta de serviços. O regulador do setor das telecomunicações anunciou, esta segunda-feira, que as operadoras têm 50 dias para alterarem os seus tarifários de modo a que estes respeitem as regras da neutralidade da internet e do roaming.

ler mais em em eco.pt

Já pagou Coima do Via CTT? Não vai ter direito a Reembolso, alertam os fiscalistas

Depois da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) ter mandado suspender “todos os processos de contraordenação instaurados” pela falta de inscrição no Via CTT, fica a dúvida: vão ou não os contribuintes que já tinham pago as coimas ser reembolsados? Os fiscalistas ouvidos pelo ECO avisam quenão há base legal para que tal aconteça e adiantam que, por isso, a resposta a esta questão é provavelmente um redondo “não”.

ler mais em advocatus.pt

Trazer os Serviços Públicos para a rua? Isso é TOMI e o José diz porquê

Tirar senha para a Loja do Cidadão em Lisboa é possível, a partir de agora, nos equipamentos TOMI. Uma inovação que, segundo o CEO da TOMI World, José Agostinho, é única a nível mundial e que se enquadra numa estratégia de modernização urbana. Quanto aos TOMI, estão a fazer uma viagem de internacionalização: há dois anos, chegaram ao Brasil e este ano ao Chile. Por cá, estão em 100 cidades e este mês abrirão três novas localizações.

ler mais em www.briefing.pt

Como criar uma Win Win Brand?

Se tivesse herdado uma fortuna suficiente para viver confortavelmente sem trabalhar, continuava a trabalhar? Provavelmente a sua resposta seria ‘sim’, como a maior parte das pessoas diz a quem pergunto, e também de acordo com o estudo de Morse e Weiss, que indicou que 80% continuava a trabalhar! Se o trabalho é tão importante para nós, questiono-me muitas vezes porque os números sobre a percentagem de colaboradores envolvidos com o seu trabalho são tão baixos. Segundo o último estudo da AON (“Trends in Global Employee Engagement”), em Portugal a percentagem dos colaboradores comprometidos com a empresa foi apenas 64% em 2017, que mesmo assim estava acima da média europeia (60%).

ler mais em hrportugal.pt

Lisbon Effectiveness International Advertising Festival

Lisbon Effectiveness International Advertising Festival é o nome do novo festival organizado pelo Lisbon Awards Group, que também promove o Lisbon International Advertising Festival e o Lisbon Health International Advertising Festival. A missão da nova aposta é premiar a eficácia das campanhas, não analisando apenas a criatividade.

conhecer mais em marketeer.pt

How to Make Property Work Better for Society

“Property,” French anarchist Pierre-Joseph Proudhon famously wrote, “is theft.” For this, among other radical political statements and beliefs, Proudhon was jailed — albeit rather gently, with regular furloughs from his Paris prison.

Each era gets its own version of “property is theft.” And now University of Chicago legal scholar Eric A. Posner and political economist E. Glen Weyl, a researcher at Microsoft, have delivered one for the era of markets. Radical Markets: Uprooting Capitalism and Democracy for a Just Society is an original and inventive effort at what you might call “market socialism.” It’s worth reading both for the practical ideas that can be repurposed for the current U.S. economy and for the interesting ways in which the authors’ more extreme ideas go wrong.

read more in www.strategy-business.com

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub