Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Seja um Posicionador Estratégico

Com a ajuda dos nossos 22 parceiros comerciais, recolhemos dados de mais de 32 000 inquiridos em 1200 empresas. Com base nestes dados, identificámos nove competências dos profissionais de RH que os ajudarão a serem convidados a participar em discussões de negócios. Embora seja importante ser-se convidado “para a mesa”, o que os profissionais de RH dizem e fazem quando participam nestas discussões é ainda mais importante.
Para ajudar os profissionais de RH a participar nas discussões de negócios com contributos valiosos é importante ter uma visão dos RH na ótica dos principais intervenientes. Os intervenientes são aqueles que os RH representam durante essas discussões. Historicamente, os profissionais de RH eram defensores dos trabalhadores, mas atualmente também ajudam os superiores hierárquicos a desenvolverem estratégias e prestam serviço à empresa ao representarem clientes externos, investidores e a comunidade.

ler mais em www.rhonline.pt

Trabalhar com a Ajuda de Robôs já é possível graças a uma Empresa Portuguesa

Já imaginou realizar as tarefas que mais gosta no seu trabalho enquanto um robô se ocupa daquilo que lhe preenche tempo desnecessariamente e é mais aborrecido? A empresa portuguesa bwd inclui no seu portfólio de soluções de desmaterialização de processos, captura de dados e arquivo digital, a oportunidade de trabalhar com robôs.
Adriano Ribeiro, presidente da bwd, explica que “os robôs como neles pensávamos nos anos 80 ou 90, em competição com a força humana, não fazem sentido no contexto da realidade empresarial atual. Hoje, eles são uma ferramenta complementar de trabalho, que conseguem executar processos, reproduzindo ações específicas que os humanos executariam, tais como aceder a um portal de um fornecedor para recolher informações, ou copiar e inserir dados de uma aplicação para outra. São por isso uma mais-valia em processos de diversas organizações e múltiplas indústrias, numa era em que os dados nunca dormem e 2,5 quilos de bytes de informação são criados a cada dia, gerando o desafio de encontrar, filtrar e interpretar informação”.

ler mais em lidermagazine.com.pt

Como o Social Media Pode Potenciar os Seus Resultados de Recrutamento?

Estamos actualmente a recrutar para uma prestigiada empresa nossa cliente, líder no seu sector de atividade.

Reconhece esta frase? Foi copiada aleatoriamente de uma das dezenas de ofertas de emprego disponíveis na internet e que começam sempre desta forma.
O que é que acrescentam? Qual o seu valor para os candidatos? O que valem estes 87 caracteres? Rigorosamente nada para quem os lê e para si, que pretendia recrutar, limitaram-se a ocupar um espaço precioso que hoje não pode desperdiçar.

A importância do conteúdo, da forma como redige e comunica, tem que mudar ou corre o risco de ver as suas ofertas de emprego perdidas entre centenas de anúncios. Numa época em que todos escrevem em regra mal, aqueles que sedestaquem pela forma humana e apelativa como se dirigem aos outros, ganham uma projeção mediática no universo digital que lhe confere credibilidade, genuinidade e atenção.

ler mais em inforh.pt

Seguindo as Pisadas de Gandhi

Acordou antes da alvorada, como fazia sempre no ashram.

Nas trevas, guiou a oração colectiva, num pedaço de terreno com vista para o rio Sabarmati. Sentiu-se pronto. Vestindo um longo pano branco, ou dhoti, atado em torno dos rins, com um xaile a envolver-lhe os ombros, agarrou num cajado de bambu e saiu portão fora. Partia assim do seu lar dos últimos 13 anos, uma comunidade dedicada a seguir os seus preceitos da vida simples e da reflexão superior.

ler mais em nationalgeographic.sapo.pt

Raize - Crowdfunding

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) registou a primeira entidade gestora de plataformas de crowdfunding em Portugal. É a Raize, uma startup portuguesa que agrega já mais de 14.000 investidores.

“A Raize foi registada junto da CMVM para exercício da atividade de intermediação de financiamento colaborativo por empréstimo, um modelo de negócio que implica que as entidades financiadas remunerem o financiamento obtido através de juros fixados no momento da angariação do capital. As condições específicas de devolução do capital e de pagamento dos juros resultam de contrato mútuo firmado entre as partes”, adiantou o regulador.

ler mais em eco.pt

Desligar do Trabalho: falta Legislação, Limites ou Vontade Própria?

Num mundo frenético cada vez mais digital, estarmos conectados 24/7 tornou-se na máxima dos nossos dias. Se existe uma fronteira entre vida profissional e pessoal esta está hoje, cada vez mais, esbatida e impercetível. Importa, por isso, perguntar: haverá um limite para o contacto fora de horas? Como se distingue o online do disponível? É o direito a desligar uma utopia ou uma conquista necessária? A Advocatus falou com advogados para tentar perceber se a legislação deste direito pode reforçar ou antes fragilizar o direito ao descanso e se um advogado, profissional liberal sem horário estabelecido, se consegue desligar também do trabalho.

ler mais em advocatus.pt

Lembra-se Onde Estava há 20 Anos?

Há 20 anos, maio foi o mês da Expo’98, que a Associação Turismo de Lisboa agora recorda com um espetáculo multimédia. Sob o signo da água – ou não tivessem sido os oceanos o tema da exposição mundial – estreia hoje, sob a pala do Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações.

ler mais em www.briefing.pt

Don’t Fight Regulation. Reprogram It

It’s significant when an entrepreneurial leader argues for more engagement with government — especially when it’s Microsoft cofounder Bill Gates, one of the most influential people in the history of the computer and software industry. In a February 2018 interview, the technologist-turned-philanthropist asserted that tech companies may be too adversarial to their regulators. Gates warned firms to avoid “advocating things that would prevent government from being able to, under appropriate review, perform the type of functions that we’ve come to count on.”

read more in www.strategy-business.com

Pág. 1/17

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D