Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Randtalks

O primeiro Randtalks, da Randstad Portugal, foi conduzido por Edson Athayde, CEO e director Criativo da FCB Lisboa, que nos trouxe a sua experiência sobre marcas e Employer Branding.

ler mais em hrportugal.pt

Google Aposta nos Serviços de Partilha de Carro

O Google vai alargar os seus serviços de partilha de automóvel através da sua aplicação móvel Waze de modo a competir diretamente com serviços semelhantes proporcionados pela Uber e Lyft.

Assim, e já nos próximos meses, a Google irá disponibilizar o seu serviço de partilha a várias cidades dos Estados Unidos e em toda a América Latina depois das boas indicações deixadas pelos testes realizados em Israel e São Francisco.

ler mais em automonitor.pt

Viver Sem Chefe, por Sergio Fernandéz

Este não é um livro que ensina técnicas de ilusionismo para fazer desaparecer o chefe. É, sim, um livro de desenvolvimento pessoal e gestão que pretende apoiar o público em geral na estruturação de um novo projecto de trabalho. Escrito por Sergio Fernandéz, coach, consultor de comunicação, jornalista e formador, “Viver sem Chefe” está pensado tanto para principiantes como para grandes empresas.

ler mais em executivedigest.pt

Plataforma Hulu

Casa-de-banho, reuniões, em frente a um sinal vermelho no trânsito, casamentos e funerais. Este são os locais mais estranhos em que os utilizadores do Hulu, serviço de streaming de vídeo semelhante ao Netflix, já assistiram aos seus programas preferidos. O Hulu é responsável por séries como “The Mindy Project” e “The Path” e “Moone Boy”.

ler mais em marketeer.pt

Sempre a Serra

A saída sofre sempre atrasos incontornáveis, porque os ritmos são diferentes e as rotinas substancialmente imprevisíveis. Pouca coisa, desta vez. Uma mala de fim-de-semana, porque será simplesmente um fim-de-semana. A vida citadina atribulada e o trabalho desconcertantemente exagerado, definiu num impulso de insanidade temporária, uma saída inesperada. Sempre a serra, claro. A Serra da Estrela. Passamos o túnel da Gardunha e ei-la. Imponente, majestosa, pintada de neve no cume. Há neve. Que delícia! Muito trânsito, na auto-estrada. Famílias, férias do Carnaval. Mas, de volta à nossa rota, a visão do maciço central enche a alma e aquece o coração. A Covilhã, aninhada na encosta, parece continuar a crescer. A UBI, Universidade da Beira Interior, veio dar uma outra vida à cidade. Alegrou-a. Rejuvenesceu-a. Deixamos as malas no hotel Puralã, antigo Turismo da Covilhã, renovado e, sem dúvida alguma, recomendado. Iniciamos a subida para as Penhas da Saúde. A vista é esmagadoramente bela. O dia está limpo. Perfeito. Muitas fotos. Pura beleza. Já há neve pelas Penhas. Por mais vezes que faça esta estrada, de carro, a pé ou de bicicleta, parece-me sempre esconder segredos por desvendar e novas e surpreendentes surpresas. Os mantos brancos, aqui e ali, pintalgam o cenário e parece que entramos numa outra dimensão, num outro mundo. Um mundo perdido, feito de fantasia e magia, pelo qual, só quem ama verdadeiramente a montanha, se apaixona. A Nave de Santo António está branca. Há gente por todo o lado. Brincadeiras na neve, em família. Muitas crianças. Famílias inteiras. Sorrisos e alegria. Cor que contrasta com o branco. A ida à Torre é um imperativo, mas a confusão e o trânsito são indescritíveis. A ascensão aos céus é divina. Imperdíveis, o queijo da Serra e a regueifa, o pôr-do-sol magnífico e um abraço bem apertado no segundo ponto mais alto de Portugal, porque o primeiro, há que lembrar, é o Pico, o Piquinho, na ilha do Pico, Açores. Covão D’Ametade e estamos na Suiça ou na França ou na itália, nos Alpes. Uma pequena amostra, mas igualmente arrebatadora, encimada pelo Cântaro Magro, imponente e sentinela constante, numa paisagem verde e branca. O degelo começou e a nascente do Rio Zêzere enche o canal que atravessa o Covão. Há quem se aventure e acampe. Já tive essa experiência. À noite, estamos sozinhos e afastados do mundo. Somos só nós e a mãe natureza; cuidamo-nos mutuamente. O Vale do Zêzere, com a sua estrada serpenteante, paralela ao rio, deixa-nos memórias intemporais e inesquecíveis, também já calcorreadas a pé e de bicicleta. Vemos Manteigas, lá longe, no fim do vale. E deixamo-nos ir com as emoções, as sensações, a beleza de um mundo que existe, é real e, afinal, é português.

Liderança Empresarial: Uma Batalha entre Exigência e Popularidade

Dar ou não dar tolerância de ponto no Carnaval? Ricardo Parreira, CEO da PHC Software fala sobre o difícil equilíbrio que os gestores tem que trabalhar, para serem populares sem serem populistas.

«Porque não dão tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval?» – é a pergunta que alguns amigos me fizeram e à qual respondi com um sorriso: «o Carnaval é quando uma empresa quer».

por Ricardo Parreira, ler mais em hrportugal.pt

CIONET: Há 7 Finalistas para os Melhores CIO de Portugal

A CIONET, uma comunidade de diretores e líderes na área das tecnologias, deu a conhecer os sete finalistas da 5ª edição do CIO do ano.

«A lista de finalistas de CIO of the Year’2017 conta com representantes de empresas dos mais diferentes sectores de atividade, como Guilherme Teixeira, CIO da CASP, João Louro, CIO do Centro Hospitalar Lisboa Norte, Luís Newton, Presidente da Junta de Freguesia da Estrela, Paulo Balau, CIO da Elastomer Solutions, Paulo Nunes, CIO da EMEL e João Luís Baptista, CIO da SIBS Forward Payment Solutions, são os nomeados», refere o comunicado da CIONET.

ler mais em exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados

ARCOMadrid

A 36.ª edição da Feira Internacional de Arte Contemporânea (ARCOMadrid), que teve a Argentina como país convidado, termina com mais de 100.000 visitantes registados, segundo a organização.

De acordo com o comunicado, esta edição da ARCO, que se realizou na capital espanhola, permitiu-lhe ganhar “peso e reconhecimento” no panorama internacional da arte contemporânea e confirmar-se como “referência chave” no mercado de arte em Espanha e “ponto de encontro e de intercâmbio entre e Europa e a América Latina”.

ler mais em www.voltaaomundo.pt

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub