Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Registos de Solidão

Quando nascemos, a alegria que invade o nosso pequeno mundo, o da nossa família, é inebriante e indescritível. É o renovar do ciclo, a potenciação da descendência, a esperança no futuro. Parece que os corações se abrem, cantam mais alto, a alma expande e o corpo entra numa dança vertiginosa de prazenteiro êxtase. Uma nova vida. Agraciados fomos com uma nova vida. E essa vida desenvolve-se, cresce, amadurece, reproduz-se e envelhece. O ciclo da vida fecha-se. Está completo. E agora? Ficámos sozinhos. O amor da nossa vida já partiu. Deixou-nos tristes e amargurados. Os nossos filhos foram às suas vidas. Também eles têm uma família e não queremos sobrecarregá-los. Vivemos cada dia como se fosse o último, porque pode bem sê-lo. Suspiramos por dias melhores, com companhia, sem dor e com amor. As visitas semanais de fim-de-semana sabem a pouco e a alma está vazia. Já não nos lembramos bem do mundo, das coisas. Não compreendemos o que nos rodeia, nem o que vemos na televisão. E insistem em distrair-nos com a televisão. Nem as conversas diárias de circunstância nos fazem esquecer que o tempo passou. Passou muito depressa. Depressa demais. As novas tecnologias são um quebra-cabeças e perdemos a nossa autonomia, a nossa independência. Estamos, na realidade, totalmente dependentes de terceiros, de estranhos, de cuidadores que supostamente zelam pelo nosso bem-estar, qualidade de vida e felicidade. E há os que gostam verdadeiramente do que fazem e os que precisam de um trabalho. Queremos acreditar que é o melhor para nós. Que todos fazem o melhor que podem e conseguem. Que já não somos um fardo para a nossa família. Acho que agora gostaria de me juntar ao meu amor. De encontrar a paz. De encontrar serenidade. A vida, por aqui, neste mundo de loucos, perdeu a graça. O amanhã já não é uma aventura e a esperança está morta. Mais um dia. Que conte mais um dia. Mas, só mais um. Depois, logo se vê.

Inbox Zero: Can Employees Be Persuaded to Abandon Email?

Bottom Line: The rise of Web 2.0 platforms and social media programs has the potential to enhance the way colleagues collaborate, but old work habits die hard.

Since its widespread adoption by the business world in the mid-1990s, email has become by far the most popular method (pdf) of interoffice communication and knowledge sharing among work colleagues. After all, email is essentially an updated version of the memo, the bedrock of workplace communiqués for nearly a century.

by Matt Palmquist, read more in www.strategy-business.com

An Agency President's Advice For Marketing to Women

When people ask me how old I am my stock answer is, “I’m between 39 and none of your business!”

To all those marketers hell bent on winning over millennials, let me tell you something about us baby boomer gals: We are more financially empowered and wield more spending clout than any previous generation.

by Julie Rusciolelli, read more in www.marketingmag.ca

Museu e Villa Romana do Rabaçal - Penela

O espaço, uma quinta agrícola habitada no século IV d. C., divide-se em dois núcleos: o que corresponde à villa rustica, onde habitavam os escravos e se situavam as dependências agrícolas, e a villa urbana, a habitação senhorial. Esta organiza-se em torno de um pátio central com colunas, a partir do qual se definem quatro áreas funcionais, a entrada, a zona de luz, a zona que permitia ligação às áreas de serviço e, por fim, a zona residencial. Alguns metros adiante surgem as ruínas do balneário.

ler mais em www.visitcentrodeportugal.com.pt

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub