Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Criações Iluminadas Espectrais

As variações lineares arbustivas de uma imaculada estância rejuvenescida qualquer, prostrada de sentido no tempo infinito, mutaram a vivência colorida de toda uma comunidade, escondida pela têmpera serrana das montanhas em redor. As ruelas da vida espartana olvidada espraiavam os humores das gentes e os sons surdos de musicalidade imperiosa invadiam a venturosa muralidade desprezada das mentes pagãs. As criações obtusas fomentadas no ermo da planície, iluminadas pelos espectros ancestrais da sabedoria popular, cresciam e retemperavam as brisas leves e perfumadas que encantam o lugarejo e que desencantam feitiços circulares na estrada esburacada, aqui e ali, da vida desentendida. A génese da ambição vespertina culmina nas esquinas do casario retesado de tão pouco habitáculo contextual disponível. Se optarmos por subir ao lado da praça, repleta de sonoridades de cantar alentejano resiliente e criativo, avançamos para a ilusão das bodas emotivas numa igreja simplista, mas intensamente consumida pela vontade cristã (ou pagã), meticulosamente crescente e recrutante, proveniente dos tempos áureos da crença no evangelho. Acolhamos a maralha desnorteada na nortada de leste, naquela casa branca destemperada. Sonhemos com as estirpes profiláticas pintadas de azul alentejo e branco caiado. As vidas desairadas serão ultrapassadas, os caminhos reencontrados, as vidas aconchegadas. E com muita esperança, cor e alegria, renascerá, uma vez mais, aquele resplandecente olhar brilhante, tenaz e persistente de força guerreira escriturado na história do povo. As criações iluminadas espectrais eclodem, assim, desmaterializadas de provimento imaterial e deixam de asfixiar a neuralidade pragmática das gentes que mexem e remexem nas terras baldias, para desbravar e cultivar, e que navegam por rios desobrados, de leito ainda duvidoso.

5 Dicas Sobre Autoestima

  1. Aplique a fórmula da autoestima positiva
  2. Auxilie a pessoa a aumentar sua autoestima
  3. Pergunte a opinião
  4. As suas atitudes alavancam o relacionamento
  5. Conhecendo as pessoas

texto de Ernesto Berg, ler mais em inforh.pt

Aqua Culture

A new book describes how Israel has relied on technology and smart incentives to turn a water deficit into a liquid surplus.

read more in www.strategy-business.com

Praia Fluvial da Tapada Grande na Mina de São Domingos – Mértola

O Alentejo não para de nos surpreender. Desta vez damos-vos a conhecer a praia fluvial da Mina de São Domingos. Como todo o bom português sabe, o nosso Portugal não é só praias de mar mas também está carregado de belas praias fluviais, praias de rio sossegadas ou mais concorridas, com mais ou menos sombras, com areia, vegetação natural, o que interessa é que há para todos os gostos. Situada no distrito de Beja, concelho de Mértola fica a aldeia da Mina de São Domingos.

ler mais em aquapolis.com.pt

São Luís - Odemira

Esta é a quarta maior freguesia do concelho de Odemira e tem sido sempre das freguesias mais populosas: em 1960 estavam recenseadas 4345 pessoas, sendo então S. Luís a segunda freguesia mais habitada do concelho.

A marcar a paisagem de toda a freguesia está a imponência da serra de S. Domingos, o rio Mira e a ribeira do Torgal.

Apesar de não integrar desde sempre o concelho de Odemira, tal como foi definido no foral de 1256, S. Luís é considerada uma das suas freguesias históricas, a par de Santa Maria, Salvador, Saboia e Relíquias. S. Luís chegou a pertencer ao concelho de Vila Nova de Milfontes.

ler mais em www.cm-odemira.pt 

Festival Montras 2016 - São Luís

Apesar de já ter acontecido, este ano, e de ter sido extremamente interessante por toda a dinâmica cultural envolvida, fica aqui o alerta, para aguçar a curiosidade quanto ao programa que se antecipa promissor, para a edição do próximo ano. A estar atento.

Teatro, artesanato, performances e música ao vivo vão sair à rua na aldeia de São Luís, durante a segunda edição da Montras, uma mostra de artistas e artesãos locais, que pretende "envolver a comunidade", segundo disse hoje à agência Lusa Filomena Patrício, do Movimento de Transição de São Luís, entidade organizadora.

ler mais em www.noticiasaominuto.com/cultura/637914

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub