Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Crise Turca

Assistimos, todos os dias, a mudanças políticas com uma radicalidade impensável, há algum tempo atrás. O inesperado é uma constante e a estupefacção incrédula, uma realidade comprovada. O governo mundial era exercido com discrição, mas, ainda assim, parecia ter alguma vigilância controladora, mais ou menos minuciosa, sobre os acontecimentos e governações nacionais, mais ou menos ditatoriais ou democratizadas. O equilíbrio pensado, quase perfeito, desequilibrou, portanto, e a political network influenciadora, as redes de backup e sustentação deste debilitante equilíbrio fictício, quebraram algures. A manta de retalhos é tal, neste momento, que as lacunas por preencher começam a não ter viabilidade de retorno real à normalidade, ainda que precária, e que rotinava naturalmente, no passado presente. Parece que o mundo entrou em convulsão generalizada e descontrolada e que não há mão visível ou invisível que nos valha neste marasmo civilizacional. As culturas tão diferenciadas e a veemente heterogeneidade social, económica, financeira e política transbordam nas media news que nos vão deixando desalentados quanto a um futuro pacífico e civilizacionalmente sustentável. A crise turca é, apenas, mais um desses focos paralelos que fazem parte do puzzle global e globalizante das crises mundiais que ocorrem, um pouco por todo o lado, neste preciso momento. África, Ásia, Europa, Estados Unidos, enfrentam um precedente sem igual. O terrorismo está mais arrojado e criativo, o poder político mais focalizado nas suas questões pessoais e na dinamização de políticas que ferem o conceito de liberdade e os direitos humanos a tantos e variados níveis, a concertação mundial que se aparta de acordo com interesses económicos e financeiros, a humanidade e os espíritos humanitário, social e civilizacional que se estão a perder, os princípios e os valores pessoais e sociais que se estão a esquecer. Assim, e tendo em conta o contexto actual, não se compreende o espanto ou a surpresa da comunidade mundial, perante a cada vez mais frequente e intensa onda de tomada de posições radicais ou extremistas. Apesar de estarmos na era moderna, é impensável e incompreensível continuarmos a ter os níveis de pobreza, de miséria humana e os conflitos bélicos que temos. Obviamente, um regime igualitário que abrangesse toda a população mundial seria o ideal mais interessante, mas, comprovadamente, é uma utopia, no entanto, há mínimos que parecem ser potencialmente alcançáveis. Caminhamos todos apenas para a frente, sem saber muito bem para quê ou porquê, mas sem união e sem o tal propósito comum, enquanto espécie. É difícil, por isso, termos esperança num futuro promissor e duradouro. E a realidade, cada vez mais, tem vindo a demonstrar isso mesmo. Para mal dos nossos pecados.

Castelo de Almourol - Vila Nova da Barquinha

O castelo de Almourol, está situado numa pequena ilha que já era habitada no tempo da ocupação romana da península, a partir do século VIII, foi ocupada pelos muçulmanos, que a terão conquistado aos visigodos.  No âmbito da reconquista cristã da Península Ibérica, Almourol foi conquistado por D. Afonso Henriques, em 1129, que o entregou à Ordem do Templo. Esta ordem é responsável pela reconstrução do castelo, conferindo-lhe as características das fortificações templárias.

ler mais em www.guiadacidade.pt

Praia da Adraga - Sintra

Encravada entre arribas caprichosamente esculpidas pelo mar, a Praia da Adraga, muito procurada durante o verão, é também um belo local para passeios fora da época balnear. Encontra-se aqui um ambiente natural e preservado, a que as rochas, grutas e túneis acrescentam um tom pitoresco.

ler mais em www.visitportugal.com

O Segredo da Longevidade

Dietas e estilos de vida saudáveis, boa disposição e alegria em doses q.b. são uma espécie-base da piza para uma vida longa, mas é evidente que isso não basta, porque nem sempre as coisas coincidem. Por isso, acredita-se que um dos segredos da longevidade terá forçosamente de estar também nos genes. O facto de algumas populações ou grupos concentrarem números anormalmente elevados de pessoas centenárias, em relação à média geral, sugere que é assim, e por isso já há quem esteja em campo para tentar desvendar essa genética centenária.

ler mais em www.dn.pt

 

Developmental Biology

Developmental biology is the field of biology that studies the processes by which multicellular organisms grow and develop, controlled by their genes. Knowledge of normal developmental processes can aid in the understanding of developmental abnormalities and other conditions such as cancer.

learn more in www.nature.com

Novo Mapa do Cérebro

O puzzle do córtex cerebral tem, afinal, o dobro das “peças” do que se pensava. Uma equipa de cientistas publica esta quinta-feira na revista Nature um novo mapa que nos pode levar a saber mais sobre as funções do cérebro e doenças mentais.

Podemos olhar para ele e ver um mapa com centenas de regiões e as suas fronteiras, luzes que se acendem, uma manta de retalhos, um colorido mosaico, circuitos que parecem raízes finas de uma árvore ou cem mil milhões de células nervosas. A verdade é que, apesar do muito do que vemos (e, com o avanço nas tecnologias nas técnicas de imagens, vemos cada vez mais), ainda sabemos muito pouco. Mas não desistimos. Uma equipa de investigadores ligados ao multimilionário Projecto do Conectoma Humano (HCP, na sigla em inglês) apresenta esta quinta-feira na revista Nature um novo mapa do córtex cerebral. A partir de agora, o cérebro humano tem 180 regiões em cada hemisfério.

ler mais em www.publico.pt

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub