Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

O Casamento da Noiva

Quando começou a épica viagem, só queria ser realmente feliz. Na verdade, já o era, há muito tempo, mas a oficialização do compromisso de amor eterno era expectável e decorrente das partilhas diárias comummente aceites pelo casal. O dia e os acontecimentos do dia, passaram em jeito de filme contínuo na sua mente adormecida pelas emoções, milhões de vezes, rodando em ciclos aleatórios de fita romântica, até se sentir anestesiada pela expectativa real futura de que aquele dia iria mesmo acontecer, tal como o tinha sonhado e planeado, com frequência sibila. Meses árduos de labuta inesperadamente demasiado solitária, acompanhada apenas pelas vozes gritantes e nervosas, mas não pelos corpos activos e em movimento, espantosamente, todavia, carregadas de ideias delirantes e idiotices de tontaria, umas mais idiotas do que outras, mas quase todas e quase sempre tremendamente opinativas, intrusivas e maningue deterministas. Claro que, o acatamento destas premissas inconsequentes, no terminal neural do cérebro, foi ignorado e deixado ao alheamento feito de orelhas moucas, bem como todas aquelas vozinhas flutuantes e irritantes que acabaram por ser, felizmente, fulminadas e estranhadas sensorialmente, especialmente pelo filtro cerebral da racionalidade empírica. Os preparativos evidenciavam e requeriam, portanto, uma logística firme, eficaz e eficiente. Na verdade, aquele dia acabava por ser mais dela do que de outro ou de outra, ainda que não um ou uma quaisquer. Fora exaustivamente orquestrado por ela, ao pormenor, para ela. A noiva. O Noivo e os Convidados são simpaticamente transpostos, com naturalidade selectiva, para um segundo plano existencial, enfim, digamos, de menor relevância factual. Invariavelmente, todos querem ver a Noiva. A chegada da Noiva. O vestido da Noiva. O bouquet da Noiva. O bolo da Noiva. Os presentes da Noiva. Os adereços da Noiva. Inevitavelmente inflamam-se os dizeres, mas a pressão recai toda, concreta e pesada, sobre o ser Princesa Noiva. Espera-se sempre com grande fé e esperança, sabiamente, que o casal ainda comunique e compareça no cerimonial, porque, não raras vezes, durante este percurso atribulado que medeia entre o “vamos casar” e o “estamos casados”, as partes desistem de si, do que foi construído e do amor e apartam-se, regidos por variáveis que não conseguem controlar. A escolha da data e do local para a realização deste icónico evento e do respectivo copo de água, revela-se, frequentemente, um verdadeiro quebra-cabeças. Tudo finda, no entanto, positivamente e há um pouco de tudo para todos os gostos, feitios e carteiras. Já o vestido da Noiva tem muito que se lhe diga. O vestido não pode, de forma alguma, transformar ou mudar a pessoa que o veste. O vestido tem de transparecer claramente a sua essência, a sua alma, o seu coração. Só assim, a Noiva irá então brilhar em todo o seu esplendor. A leveza das coisas da vida, naquele momento único, mais do que nunca devem reverter singularidade, beleza, simplicidade, felicidade e muito amor. O mito e o misticismo da Noiva será perpetuado para todo o sempre, os seus simbolismos e rituais eternizados, assim o sabemos, mas deixemos a pureza da virgem (ou não) assumir o enquadramento contextualizador necessário ao perpetuar concreto do conto de fadas.

Chá Gorreana - Açores

Bem-vindo à Gorreana, a mais antiga, e atualmente única, plantação de chá da Europa. Cultivamos este produto maravilhoso que é o chá desde 1883,mantendo desde então as tradições originais do oriente e as qualidades ancestrais há já 5 gerações familiares.

Convidamo-lo a conhecer-nos melhor através do nosso site e esperamos que nos visite enquanto estiver na ilha de S.Miguel (Açores).

ler mais em gorreana.pt

MUDAS - Museu de Arte Contemporânea - Calheta

Concebido pelo arquiteto Paulo David, o Mudas - Museu de Arte Contemporânea, trata-se de um edificio moderno premiado internacionalmente pela sua arquitetura e perfeita integração na paisagem, é palco de diversas exposições, espetáculos musicais, peças de teatro e conferências.

O Mudas-Museu de Arte Contemporânea está localizado numa colina sobranceira à vila da Calheta, na zona oeste da ilha da Madeira, a pouco mais de 30 minutos de distância da cidade do Funchal.

ler mais em www.visitmadeira.pt

Neurofeedback e Desempenho Profissional

No mundo globalizado, multicêntrico e altamente competitivo, num contexto volátil e incerto, há cada vez mais necessidade de um back to basics, de um recentramento de pessoas e organizações nas componentes core que conferem individualidade, diferenciação e aquele je ne sais quoique faz a diferença.
Provavelmente, nunca, como hoje, a captação, desenvolvimento e gestão de talento assumiram tanta relevância. E três questões se colocam:
• O que é preciso ser feito? (Drucker)
• Como poderei produzir diferença e incrementar valor?
• Que potencialidades possuo e não estou a desenvolver?
Das múltiplas opções de desenvolvimento do potencial humano, o Neurofeedback (NF) é uma abordagem inovadora, assumindo-se como um game changer em matéria de autoconhecimento e mudança comportamental.

por Jaime Ferreira da Silva e Samuel Antunes, ler mais em www.rhonline.pt

Vivenda Serra - Graça

Serve esta entrada para escrever que dar pela Vivenda Serra no número 20 da Rua Senhora do Monte, na Graça, é como receber um doce no meio de um dia amargo e concluir que o agridoce torna esta vida uma delícia. Pequeníssima entre dois prédios altos, ela ainda guarda o portão original de acesso à Vivenda Rosalina, ambas a fazerem parte do bairro Estrella d'Ouro, mandado construir no início do século passado pelo empresário galego Agapito Serra Fernandes.

ler mais em visao.sapo.pt

Novo Planeta-Anão no Sistema Solar

O novo planeta demora 700 anos a completar um órbita à volta do Sol e a luz solar demora 18,5 horas terrestres a chegar à superfície

Uma equipa internacional de astrónomos anunciou hoje a descoberta de mais um planeta-anão no Sistema Solar, cuja órbita tem o ponto mais distante a 19 mil milhões de quilómetros do Sol.

ler mais em www.dn.pt

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub