Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Brexit ou Bremain

Há muito fechada numa cápsula utópica de que a felicidade se encontra numa pretensa união globalizante e integradora do sul e do norte, esta frágil estrutura de nações instáveis a que chamamos Europa está a experimentar uma mudança extremista que navega por mares deveras incertos e nunca antes percorridos. Concentrados e concertados num monopólio de poderio elitista e exclusivista, os líderes europeus estão esquecidos dos erros cometidos no passado presente e das feridas e fossos marginais que se espelham, um pouco por todo o lado, e que estão a lacerar lenta e progressivamente as crenças e a fé dos povos na tal suposta união generalizada. É que, na realidade, o que estes povos sentem é a descriminação discricionária do que é bom ser só para alguns iluminados. Se se procura equalizar com justiça as sociedades, nivelando-as com concordância comummente aceite, e apesar de se saber haver requisitos específicos para certos e determinados países, devido à sua magnitude contributiva para a economia europeia, então, temos de atender a pormenores locais e personalizar as medidas, adequando-as quer à sua abrangência europeísta, mas, também, aos propósitos e objectivos de cada país e do seu povo. A ideia sempre foi encontrar um equilíbrio estável e consistente que, no entanto, enfrenta sérias dificuldades operacionais e de implementação, uma vez que o nosso palco e os nossos actores sofrem de uma heterogeneidade complexa e antagónica. Os gregos foram o primeiro alvo experimentalista que se pautou no descalabro social e económico que ainda hoje observamos. Os irlandeses, os espanhóis e os portugueses foram os segundos alvos e disseram um pseudo basta, com bom senso, ponderação e medida, apesar dos espanhóis ainda estarem a tentar resolver as suas intrincadas questões políticas internas. Os britânicos são o terceiro alvo e estão, neste momento, numa luta tal que, levada ao extremo, resultou tristemente em morte efectiva. Se queremos uma Europa unida, teremos de rever as linhas gerais de orientação e focalizarmo-nos no global local humanizador, equilibrando os desajustamentos, a austeridade e as sanções despropositadas e compreendendo que podemos ter ainda assim uma Europa integrada e forte, enquanto continente e força política e económica, respeitando as culturas e as especificidades de cada estado membro. Um por Todos e Todos por Um. Mesmo.

4 Ways to Be More Positive

A happy state of mind primes your brain for creative thinking, more than sulking does.

  1. Take a deep breath.
  2. Try a happy habit or two.
  3. Play hooky.
  4. Don’t reject your dark side.

in www.success.com

Solar Plane Success

The Solar Impulse, an experimental aircraft driven by sunlight, landed in Seville from New York this morning after achieving the first transatlantic crossing under electric power.

by Charles Bremner, The Times 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub