Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Contratos de Associação

A Educação é uma das mais importantes pedras basilares que fomentam a sustentação, a consolidação e o progresso de um país. Assim sendo, é muito natural a preocupação, o tempo e os recursos que lhe são devotados, por todas as partes interessadas envolvidas. Não se estranha idem, a relevância, mais afincada, atribuída a esta temática por parte das famílias. Assim sendo, e tratando-se do futuro das gerações que darão continuidade ao projecto nação, a escolha do local onde irão decorrer os seus estudos académicos torna-se numa decisão muito ponderada e, por vezes, bastante difícil, tendo em conta as diversas variáveis não muito controláveis que a podem minar. Felizmente, temos no nosso país, disponível, um leque referencial, relativamente variado, de potenciais escolhas académicas. Entre os ensinos público e privado, de um modo geral, as famílias identificam-se com os estabelecimentos escolares que mais apreciam e fazem as suas opções. O Estado cumpre com obrigações sociais que lhe são devidas. A questão que se coloca ao Estado é: de que forma podem ser cumpridas essas obrigações sociais, com maior eficiência e eficácia, e com maior optimização dos recursos existentes? É aqui que se gera, quer parecer, a grande confusão, relativamente aos famosos Contratos de Associação. Na realidade, não parece estar em causa o poder de escolha das famílias, no que concerne ao estabelecimento de ensino mais adequado para os seus filhos. As famílias podem fazer a sua escolha, como bem o entenderem. O que se questiona, concretamente, é o financiamento das instituições escolhidas pelas famílias, por parte do Estado. E aqui, efectivamente, não descurando toda a argumentação pró e contra, parece mais inteligível e produtivo financiar directamente as famílias, para poderem fazer a sua melhor escolha, e não as instituições, sendo que, aquelas instituições em que se justifique a intervenção estatal, que as há, por certo, ficam sujeitas ao cumprimento óbvio dos requisitos instituídos para a candidatura ao respectivo financiamento estatal. Uma vez mais, aqui, a comunicação transparente entre todas as partes interessadas envolvidas se revela fundamental para o decorrer fluído e sem manipulações ou ruídos desnecessários de um processo que, queremos acreditar, com o tempo se tornará efectivamente mais eficiente, eficaz e melhor para todos.

Vermeer

Vermeer was baptized on October 31, 1632 in the Reformed Church (Nieuwe Kerk) and was raised a Protestant. His Christian name "Johannes" (or Joannis or Johannis) was favored over the prosaic "Jan" by Catholics and upper-class Protestants. Vermeer never used the name Jan even though a few 20th-century books use this name in their titles.

Nothing is known of Vermeer's childhood, but he must have served his apprenticeship beginning somewhere in the 1640s when he was still an adolescent.

Nothing is known about Vermeer's decision to become and artist. Likewise, we have no idea about what he thought about art. Not a single document links Vermeer with any other painter than Gerrit ter Borch, with whom he witnessed a legal act in Delft two days before Vermeer's marriage on April 20, 1653. It was once thought that Vermeer traveled to Italy like a number of Dutch painters who sought inspiration from the divine works of the Italian masters. However, it was discovered that it was not Vermeer, but his namesake Johannes van der Meer of Utrecht who was there in Italy in the early 1650s.

in www.essentialvermeer.com (adapted)

 

Prémios Marketeer 2016

Universidades e Estabelecimentos de Ensino - Católica Lisbon School of Business and Economics

Agências de Branding e Publicidade - MSTF Partners

Arte e Cultura - 7 Mil Milhões de Outros da Fundação EDP

Moda - Parfois

Responsabilidade Social e Sustentabilidade - Delta

Distribuição Especializada - kea

Digital - Uniplaces

Grande Consumo Alimentar – Não Bebidas - Cerejas do Fundão

Media - Rádio Comercial

Agências de Comunicação - YoungNetwork

Grandes Espaços Comerciais - Amoreiras Shopping Center

Electrónica de Consumo - Samsung

Companhias Aéreas - TAP

Telecomunicações - Vodafone

Big Fish - Miguel Salema Garção

Banca - Millennium bcp

Grande Consumo Não Alimentar - Renova

Saúde e Farmacêuticas - Well’s

Turismo - Turismo de Portugal

Automóvel - Mercedes

Energia - EDP

Seguros - Fidelidade

Tv – Media - Fox

Projectos de Restauração - Grupo José Avillez

Distribuição Generalista - Continente

Eventos e Entretenimento - Nos Alive

Grande Consumo Alimentar – Bebidas - Heineken

Agência de Meios - Havas Media

Marketeer do Ano - Rita Sambado

in Marketeer

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub