Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

O Tempo das Crianças

Naquela manhã primaveril de início de estação, o pátio estava extenuantemente animado. Rodas de crianças brincavam, outras corriam, outras ainda limitavam-se a comprometimentos distanciados com os adultos vigilantes, na esperança de libertarem, ainda que momentaneamente, as suas energias infantis acumuladas nos, não raras vezes, cubículos em que habitavam. Os guinchinhos ensurdecedores e repetitivos repercutiam-se alegremente pelas paredes limitadoras do pátio das brincadeiras. Ser criança é um estado de alma e, por isso, muitos crescidos, nostálgicos de tempos idos, saudosos da sua infância inocente e feliz, espreitavam pelos vidros escurecidos, pela vida e pelo tempo, das suas casas. Para onde foi toda aquela força interior e exterior que tanto admiramos nas crianças? Quando é que a perdemos? Já todos fomos crianças, um dia. Ou não. Há quem tenha deixado para trás essas alegorias metafóricas ilusórias de réstias de trajectos perdidos e tenha dado aquele salto quântico que teletransporta intantaneamente para a fase secante dos big brothers. Onde ficou o Tempo das Crianças? O Tempo de ser Criança? As faces rosadas e a doce, cálida transpiração enfrentam agora uma rajada intempestuosa de mau humor instantâneo. Parece que alguém caiu. Está tudo bem. Faz parte do crescer. Cair e falhar. Errar e aprender. Reerguer e seguir caminho. A fome desperta sonorizações fisiológicas características. Aperta o estômago. Aperta a alma. Pronta e efusivamente retemperadas as desgastadas fontes enérgicas que não se sabe bem de onde emergem, o rodopio e a confusão retomam a rotina no pátio. O Tempo das Crianças é mágico. O Tempo das Crianças é o agora. O Tempo das Crianças é e será sempre um mistério neural de ligações por concluir que se espraia ao longo de vidas repreenchidas por inocência curiosa escondida no âmago do iceberg, de ponta apenas visível, que se quer protegido da tempestuosidade circundante e ameaçadora que é o descontrolo da vida.

V Olimpíadas Nacionais de Filosofia

Resultados V Olimpíadas Nacionais de Filosofia


Nos dias 8 e 9 de abril, na Didáxis em Riba de Ave, realizaram-se as V Olimpíadas Nacionais de Filosofia. Foram dois dias excecionais a todos os níveis e corresponderam sem margem para dúvidas ao melhor dos mundos possíveis. Os filosófos premiados nesta edição das ONF foram os seguites:

  • Medalha de Ouro - Frederico Saleiro Cardoso (Colégio Cedros)
  • Medalha de Prata - Alexandre Eira (ES Virgílio Ferreira)
  • Medalha de Bronze - Tiago Luís Resende (AE Pioneiros da Aviação Portuguesa)

Menções Honrosas:

  • Andreia Isabel Vitorino (Es Dr. Ginestal Machado)
  • João Miguel Sousa (Colégio Pedro Arrupe)
  • Beatriz Gouveia de Jesus (Colégio Guadalupe)

 

24ª edição das Olimpíadas Internacionais de Filosofia

Os alunos Frederico Cardoso, do Colégio Cedros, e Alexandre Eira, da Escola Secundária de Virgílio Ferreira, receberam ambos uma menção honrosa nas 24ªs Olimpíadas Internacionais de Filosofia, realizadas em Gent de 12 a 15 de maio, 2016. O primeiro elaborou o seu ensaio sobre a filosofia da linguagem, baseado em Aristóteles (ensaio brevemente disponível) e outro na filosofia da guerra e ética, baseado em Kant (ensaio brevemente disponível).

 

por PROSOFOS (Associação para a Promoção da Filosofia), in prosofos.weebly.com

 

NP:4522 - Norma para Organizações Familiarmente Responsáveis

Acabou de ser editada a Norma Portuguesa NP 4522: Norma para Organizações Familiarmente Responsáveis. O Projeto foi desenvolvido pela CT 179 no âmbito da APEE - Organismo de Normalização Setorial.

A conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal está inserida no tema da Responsabilidade Social. No entanto, uma vez que é inexistente uma Norma Europeia ou Internacional que se dedique exclusivamente ao assunto em questão, decidiu elaborar-se uma Norma Portuguesa que servisse de guia para que uma organização se possa afirmar como familiarmente responsável.

Esta questão tem vindo a constituir cada vez mais uma preocupação das organizações, na medida em que gera impactes positivos e negativos não só na sua própria atividade e das pessoas que nelas se integram, mas também nas famílias e na sociedade em geral. No que concerne à sociedade, estes impactes são visíveis, designadamente, na composição da população e nos seus níveis de bem-estar, mas também no grau de desenvolvimento económico, ambiental e cultural.

in www.apee.pt

Women Empowerment Principles - Equality Means Business

O Programa do UN GLOBAL COMPACT e do UN WOMEN, composto por 7 Princípios que promove o empoderamento das mulheres nas organizações e na comunidade.

  1. Estabelecer uma liderança empresarial de alto nível para a igualdade de género.
  2. Tratar as mulheres e homens de forma justa no trabalho: respeitar e apoiar os direitos humanos e a não discriminação.
  3. Garantir sáude, segurança e bem-estar das trabalhadoras e dos trabalhadores.
  4. Promover a educação, a capacitação e o desenvolvimento profissional das mulheres.
  5. Promover políticas de empoderamento das mulheres nas organizações, através da cadeia de valor e das ações de comunicação e marketing.
  6. Promover a igualdade por meio de iniciativas dirigidas à comunidade e do envolvimento social.
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da organização na promoção da igualdade de género.

por Capítulo Português dos WEP

www.weprinciples.org

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub