Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

Old People

Uma Old People é um Ser Humano Único com uma grande e bela História de Vida para contar. Todos temos uma História. Está na senda continua de percorrer o caminho do Ciclo da Vida e espera encontrar agora tranquilidade, serenidade, paz, conforto, amor, apoio e compreensão.
Desde muito cedo me ensinaram a respeitar os mais velhos, “os sábios”, aqueles que já viveram uma vida inteira de experiências. Cresci com essas experiências, com esses saberes, com essas histórias. Acompanhei muitas delas pessoal e profissionalmente.
Acima de tudo, a Old People quer ser lembrada, escutada, respeitada, amada, cuidada e acompanhada. A solidão é um dos seus inimigos mais mortais, assim como o definhar encoberto da sua saúde.
Estando sensível a estas questões e combinando esta sensibilidade com as competências adquiridas e desenvolvidas ao longo dos anos, profissional e pessoalmente, creio que muitos de nós estaremos em condições de poder contribuir, ainda mais, para o enriquecimento da Vida de Muitas Old People promovendo a sua Auto-Estima, a sua verdadeira Essência, o seu sentido de Utilidade e a sua Felicidade Plena, criando projectos de raiz dignificantes da Pessoa Idosa em todas as suas vertentes contextuais, estruturais, humanas, sociais e económicas, sempre numa óptica de responsabilidade social e de sustentabilidade futura e que, acima de tudo, contem as Histórias de Vida tantas vezes esquecidas, deixando às gerações vindouras, “o legado” precioso das gerações passadas.

Aging

O envelhecimento em Portugal é visto por toda a comunidade como um motivo de grande preocupação futura, no sentido em que cada vez mais, a qualidade de vida perspectivada para o Idoso se tem vindo a degradar, não só ao nível da deterioração global, progressiva e irreversível de diversas funções cognitivas (memória, atenção, concentração, linguagem, pensamento, entre outras) e de mobilidade (por exemplo, doenças e alterações funcionais do sistema musculoesquelético de causa não traumática ou traumática), mas também ao nível das unidades de apoio quer privadas, quer públicas, bem como dos apoios sociais e/ou familiares, que em larga medida escasseiam e que, de uma maneira geral, evidenciam falhas graves no seu normal funcionamento.

A longevidade que temos vindo a conquistar exponencialmente com os avanços médicos e tecnológicos não se traduz, infelizmente, na grande maioria dos casos, necessariamente, em maior qualidade de vida real para o Idoso. Aliás, a discussão acesa sobre a eutanásia demonstra isso mesmo.

Assim, há que abordar a temática do envelhecimento focando-nos por um lado, no Idoso (ou no “pré-Idoso”, uma vez que as doenças do foro neurodegenerativo têm vindo a afectar, cada vez mais precocemente, grande parte da população) e na sua rotina diária, com todas as suas condicionantes, intervenientes e variáveis controláveis
(ou menos controláveis) e, por outro lado, nas instituições que podem ser criadas de raiz para colmatar todas as lacunas referenciadas anteriormente, antecipando assim, da forma possível, as necessidades presentes e futuras do Idoso e dos seus Cuidadores e/ou Família.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub