Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

A Esquina do Desencontro

Histórias de Desencontros Ficcionais (ou Não) na Esquina da Vida

As Coisas do Coração

Naquela tarde de Inverno rigoroso e profusamente cinzento, as pessoas dançavam nas ruas embaladas desconcertantemente pelos acordes do vento e da tempestade flutuante e desmesurada. Ninguém se olhava. Corria-se como se podia para abrigos improvisados de inesperada construção terrena. Os chapéus de padrões simplistas ou maquilhados de cores contrastantes, divergentes e convergentes, ascendiam em rodopio aos céus e, por vezes, escorriam das mãos, já sem força, dos transeuntes desesperados, exasperados com tamanha desumanidade da Mãe Natureza que os castiga incompreensivelmente e sem escrúpulo. Um choque aqui, um banho acolá, uma molha incontornável, diálogos inaudíveis, respingos de conversas perdidas, fúrias que despoletam acaloradas discussões. Os corpos, claro, esfriaram, enregelados pela dureza das condições atmosféricas. Apenas os corações permanecem resguardados e inalcançáveis e, por isso, quentes. Esse calor que dá vida e cor ao corpo, à alma e à mente difunde as energias positivas de cada interveniente nesta dança conturbada. As coisas do coração fluem do centro para as extremidades e resvalam os sentidos e as emoções para a alegria mágica do reencontro com os olhares uns dos outros. As pessoas voltam a sentir. As pessoas voltam a controlar os corpos, ainda que os corações quentes se exaltem com paixão arrebatadora e lancem um feitiço envolvente que faz tudo e todos parar no tempo e fixar uma fotografia do momento fugidio. O despontar do astro-rei lá longe, numa réstia de espreitadela envolta de escuro e nebulosidade, arranca a esperança de um retorno ao rotineiro e à normalidade. Assim, as coisas do coração seguem o seu curso e enganam os desvios no longo caminho para o abismo imaginário em que, de repente, o chão desaparece mas, espante-se, vira-se o dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub